A Tendência do Compartilhar

Muito se lê, muito se escuta: que compartilhar é o caminho, a tendência nos dias de hoje. Atualmente, procura-se compartilhar de tudo. De pensamentos às experiências. De espaços à bens. De favores às gentilezas. De trabalhos à serviços.

Mas porque essa tendência no mundo?

Alguns dos principais motivos são:

Economia e Sustentabilidade

A economia compartilhada surgiu em 2008 com a recessão nos EUA. As pessoas começaram a buscar alternativas sustentáveis ao acúmulo individual de bens, adquirir bens e serviços mais acessíveis ao bolso e com preços justos.

Quando se fala dessa nova tendência pode se pensar em situações jamais imaginadas antes ou naquelas que já estavam esquecidas.

Hoje você pode compartilhar um jantar com outras pessoas onde um chef de cozinha elabora um cardápio na casa dele. Você pode viver essa experiência com seus amigos ou com pessoas as quais você nunca havia visto antes.

Você pode também fazer parte de uma comunidade que empresta objetos, como por exemplo, um aspirador, ou ingredientes de uma receita. Resgatando, assim, um hábito antigo de bater na casa do vizinho para pedir uma xícara de farinha emprestada.

Vale destacar a mobilidade urbana que vai desde o uso do “taxi” (Uber) até o empréstimo do seu carro que fica parado na sua garagem durante a semana e que você não havia pensado que ele poderia te dar lucro.

E o que dizer dos espaços? Hoje aquele tempo em que sua casa ficava fechada enquanto você estava viajando, morando em outro país ou cidade, já era. Você pode lucrar com isso compartilhando-a com outra pessoa, tudo devidamente administrado por um site ou aplicativo.

Coworking

Por fim, porém não menos importante, vale destacar os espaços de escritórios compartilhados – Coworking. Essa ideia nasceu nos EUA, mais especificamente, em São Francisco, Califórnia.

O termo coworking foi criado por Bernie DeKoven em 1999 e em 2005 usado por Brad Neuberg para descrever um espaço físico, primeiramente chamado de “9 to 5 group”, que depois passou a chamar o “Hat Factory”.

Esse foi o primeiro espaço de coworking, com base em São Francisco, num apartamento onde trabalhavam três profissionais de tecnologia e que abriram as portas durante o dia para “avulsos” que precisavam de um lugar para trabalhar e queriam compartilhar experiências.

No Brasil demorou um pouco para essa ideia chegar, mas hoje já existem 378 espaços de coworking concentrados, principalmente, em São Paulo.

Aqui em Campinas – SP a tendência vem crescendo, concentrando mais no bairro do Cambuí.

Para mim que sou adepta à novas tendências, só vejo ótimos fluidos com a economia compartilhada, além da sustentabilidade que isso pode gerar.

Leia mais sobre isso no Blog do Compartilho Office, um espaço de compartilhamento de ideias e opiniões.

No Blog do Compartilho Office iremos falar sobre produtividade, redução de custos por meio do compartilhamento de recursos, networking, entre outros temas relacionados com a economia compartilhada.

Gostou do nosso artigo? Compartilhe sua opinião aqui!

Ana Lúcia Carvalho

Ana Lúcia Carvalho

Sou advogada, empresária e proprietária do escritório de coworking - Compartilho Office (https://compartilhooffice.com.br/). Sou apaixonada por ideias novas e sempre estou buscando por elas além de adorar escrever.
Ana Lúcia Carvalho

Últimos posts por Ana Lúcia Carvalho (exibir todos)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *