Atração e retenção de clientes em tempos de crise: como fazer?

Não é novidade que a economia nacional tem passado por momentos desfavoráveis na atualidade. Isto porque após um ano eleitoral, é comum observarmos as mídias explorarem assuntos relacionados à corrupção, aumento da taxa de desemprego, alta no dólar, aumento de juros entre outros fatores negativos.

Como reflexo de uma época em que já se fala em crise econômica, observa-se que a maioria das empresas já estão sentindo o efeito negativo relacionado às baixas em vendas e queda nas negociações. Mas em paralelo a esta situação, existe algumas ações que as empresas podem praticar para atrair e reter clientes em tempos de crise. Deste modo, separamos a seguir algumas dicas para auxiliar os empresários neste quesito. Acompanhe!

Compreenda seu público

Sabe-se que em um período de crise, ambos os lados podem estar em dificuldades. Logo, procurar compreender seu público alvo é a primeira maneira de conhecer as suas necessidades e atuar para supri-las. Neste caso, a empresa já sabe que o fator preço é um dos principais motivos de queda nas negociações. Deste modo, vale a pena criar uma estratégia para trazer ao mercado preços que se adequem à atual situação. Alguns exemplos neste caso podem ser:

  • Redução de gastos desnecessários;
  • Criação de nova linha de produtos ou serviços alternativos com preço mais acessíveis;
  • Oferecer complementos pelo menor preço. Exemplo: entrega grátis, instalação por conta da empresa, entre outros.

Socialize-se

A internet tem sido um dos maiores canais de comunicação e negociação entre clientes e empresas. Deste modo, se sua empresa ainda não faz parte deste mundo digital, você está perdendo uma grande fatia de mercado. Por outro lado, para as empresas que já estão na internet, recomenda-se também manterem o foco nas estratégias de marketing digital por terem ótimo custo benefício. Nesta fase recomenda-se:

  • Manter o site da empresa atualizado.
  • Ter um blog corporativo para abordar assuntos relacionados ao nicho da empresa e despertar o interesse dos leitores em conhecer e negociar com a empresa.
  • Possuir perfis em redes sociais, de modo a ampliar a comunicação com os leitores e clientes, criando assim um conceito com a marca da empresa.
  • Fazer uso de e-mail marketing com base em lista de contatos cadastrados em newsletter do website e blog da empresa, entre outros.

Faça parcerias

As parcerias são recursos bem-vindos em qualquer época, e em um momento economicamente desfavorável não é diferente, já que este recurso não necessita de investimentos de capital para divulgação. Deste modo, recomenda-se basicamente dois tipos de parcerias:

Fornecedores: Este tipo de parceria traz a possibilidade de oferecer ao consumidor produtos e serviços com melhores preços.

Entre empresas: A parceria entre empresas cria um vínculo de autoajuda entre os envolvidos de modo que todos recebem e ajudam aos demais. Exemplo: Ganhar descontos para um jantar em um restaurante ao efetuar compras acima de R$50,00 reais em uma loja de roupas.

Pós-venda e Feedbacks

O pós-venda é um dos fatores mais relevantes para a fidelização de clientes, além de ser um ótimo diferencial para empresas em quaisquer setores. Além disso, um cliente satisfeito tende a dar feedbacks positivos para as empresas de modo que outros supostos clientes possam conferir suas opiniões e virem a negociar com a empresa.

Outro ponto importante nesta fase, está em obter espaços onde o consumidor possa opinar a respeito dos produtos e serviços a fim de trazer um meio onde a empresa possa buscar melhorias constantes para conquistar novos clientes.

Melhore a gestão

Há um ditado que diz que não se pode obter uma gestão do que não se pode mensurar. Esta afirmação reflete no fato de que muitas empresas estão perdidas em seus mercados, e em tempos de crise suas bases não estão sólidas o suficiente para superarem os desafios.

Deste modo, torna-se essencial conhecer a fundo todos os aspectos que envolvem otimização de processos baseado nos seguintes questionamentos:

  • Minha empresa possui o atendimento adequado aos clientes?
  • Qual a necessidade de nossos consumidores e qual problema devemos ajudá-los a solucionar?
  • Que tipo de estratégias nossos concorrentes estão utilizando para conquistar novos clientes?
  • Como podemos descobrir as oportunidades em nosso nicho e qual o momento correto para os investimentos?
  • Possuímos uma equipe engajada e comprometida?

Com estes e outros questionamentos em mente, há a necessidade de posicionar a gestão da empresa adequadamente de modo a criar estratégias eficientes para promover a atração e retenção de clientes. Uma excelente dica nesta fase é optar pela contratação de consultorias específicas, tendo à disposição profissionais qualificados para auxiliar a empresa em seu crescimento e ganho de destaque no mercado.

De acordo com as dicas aqui citadas, foi possível conhecer algumas ações para atrair e reter clientes em tempos de crise.

Vale ressaltar que apesar de existirem diversas opções para melhorar o nível de negociações nesta fase, a gestão eficiente da empresa é sem dúvidas a principal forma de conhecer onde, quando e o que deve ser ajustado para conquistar novos clientes.

Deste modo, antes de se tomar quaisquer ações externas, recomenda-se organizar os processos de gestão interna da empresa, optando até mesmo por consultorias especializadas.

E você, tem alguma sugestão para atrair e reter clientes em tempos de crise? Conte-nos!

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática e atuou na Templum Consultoria criando conteúdo, desenvolvendo sites e outros apetrechos tecnológicos.
Ricardo Tocha
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *