Como fazer uma Gestão Eficiente da minha Transportadora?

As empresas de transporte no Brasil ainda sofrem muito com a falta de profissionalização dos funcionários, melhor capacitação dos gestores e acesso a ferramentas de tecnologia que poderiam impulsionar o negócio. Um estudo realizado pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) identificou que apenas 47% das transportadoras informatizam o controle da frota e somente 5% delas fazem uso de roteirizadores para melhor definirem as suas rotas. A ausência de uma gestão eficiente pode custar caro e levar a transportadora a perder espaço em um mercado que já é tão concorrido.

Essas tecnologias aliadas a uma gestão mais qualificada podem ajudar a resolver alguns gargalos na empresa e contribuir para o aumento da produtividade e a melhoria da qualidade dos serviços prestados aos clientes. Pensando nisso, desenvolvemos esse post para você criar uma gestão mais eficiente para a sua transportadora. Confira as dicas!

1. Comece pelo planejamento

No estudo divulgado pela CNT um indicativo é preocupante. A maior ameaça identificada das transportadoras brasileiras está voltada para a falta de planejamento e controle. Dessa forma, uma gestão ineficiente torna a empresa vulnerável ao mercado sendo incapaz de acompanhar o crescimento da demanda por qualidade.

O planejamento é responsável por ampliar os horizontes de um gestor e deve ser realizado do escalão mais baixo até a alta gestão. Através dele, é possível identificar riscos e ameaças futuras e criar estratégias para eliminá-las antes que elas ocorram. No processo, oportunidades também serão encontradas e devem ser aproveitadas para a melhoria constante dos processos operacionais e ampliação de mercado, por exemplo.

2. Mantenha a manutenção da frota em dia

A idade média da frota rodoviária brasileira está em torno de 18 anos, segundo a pesquisa divulgada pela CNT. Considerando o baixo investimento em renovação da frota pelas transportadoras, o investimento em manutenção deve ganhar atenção redobrada. Assim, poderá garantir o bom funcionamento dos veículos e evitar prejuízos maiores como a perda de mercadorias de terceiros e a vida dos colaboradores em serviço.

Esse cuidado todo especial com a frota também pode ajudar a preservar a imagem que a empresa demorou anos para construir no mercado e aumentar ainda mais a segurança que os motoristas e ajudantes terão na viagem. Uma frota com baixo índice de quebra consegue atender uma fatia maior do mercado e melhorar a confiança dos clientes na hora de contar com a sua transportadora. Manter a manutenção em dia é sinônimo de entregar a mercadoria no local e hora marcada, sem atrasos.

3. Estimule o aumento da produtividade

A produtividade da sua empresa de transportes pode ser estimulada identificando os gargalos que impedem o crescimento e a adoção de estratégias de anulação deles. Para os motoristas, uma qualificação superior aliada a treinamentos práticos podem ajudar na redução de desgastes da frota e diminuir o tempo de viagem utilizando instrumentos de GPS, por exemplo. Dessa forma, a empresa registraria redução de custos operacionais e aumentaria o número de clientes atendidos.

A equipe de gestão pode oferecer uma premiação ou recompensa para cada colaborador da empresa implantando uma meta possível de ser alcançada no sentido de estimular o aumento da produtividade. De olho na premiação, todos deverão se esforçar para atingirem o objetivo da empresa. É importante que nesse processo, a gestão incentive a descoberta de metodologias inovadoras para aperfeiçoarem os seus trabalhos. É uma forma de ampliar a capacitação geral dos funcionários.

4. Otimize o sistema operacional

Como foi dito no início, apenas 47% das transportadoras informatizam o controle da frota e somente 5% delas fazem uso de roteirizadores para melhor definirem as suas rotas. Empresas familiares encontram grandes barreiras na otimização do sistema operacional por defesa de interesses pessoais, aversão a tecnologias e inovações e resistência a mudanças por parte dos colaboradores.

Otimizar os processos pode ajudar a superar esses desafios e elevar a transportadora a um patamar muito mais alto de profissionalização e eficiência. Hoje, existem ferramentas de gestão que incluem o monitoramento da frota com imagens via satélite e fornecem dados que auxiliam no melhor gerenciamento da produção.

5. Conte com um parceiro especializado no assunto

Todas essas tarefas podem ocasionar em um amplo envolvimento da gestão para o seu desenvolvimento e, se não houver know how suficiente, pode acabar gerando um resultado não muito satisfatório. Por isso, o recomendado é contar com o apoio de alguém que realmente entenda do assunto. Uma empresa de consultoria especializada poderá entregar melhorias reais para os processos operacionais da sua transportadora e ainda transferir know howsuficiente para gerar uma alta eficiência do sistema.

Ao tornar a gestão da sua transportadora mais eficiente, a certificação ISO pode ser o próximo passo para agregar ainda mais valor aos seus serviços e construir um diferencial competitivo forte frente à concorrência.

Agora, queremos saber de você. O que faz para tornar a gestão da sua transportadora mais eficiente? Conta para a gente!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *