Dez dicas para tornar o seu planejamento eficiente

Todo empresário busca estabelecer um planejamento eficiente para obter êxito em seu negócio. No entanto, nem sempre ele consegue sucesso nessa tarefa. Às vezes, sequer chega a estabelecer metas. O grande salto qualitativo consiste em transformar “desejos” em resultados concretos. O gestor deve entender que identificar objetivos estratégicos significa apenas a primeira etapa de um processo mais amplo.

Em diversas empresas o planejamento estratégico se concentra em “o que” fazer – e não “em como fazer”. Tal equívoco gera planos de ações inexequíveis ou sem poder de mobilização dos funcionários. É importante que a equipe encarregada de definir os rumos da organização tenha a capacidade de transformar a visão do negócio em realidade. Só assim, o planejamento trará resultados concretos. Veja dez dicas para ajudar na elaboração do plano de ação:

1- Detalhamento

O plano de ação deve trazer claras atribuições, tarefas e prazos. Se ele não apresentar respostas para três questões – quem, o quê e quando –, tem grandes chances de fracassar.

2- Plano

A definição do plano de ação permite à empresa a identificar quais os recursos, o tempo e o dinheiro necessários para a implementação do plano de ação.

3- Foco

Cada meta precisa ser específica, expressando o que se quer alcançar. Quanto maior o grau de precisão, melhor. Por exemplo, a empresa deseja elevar a receita em 20%.

4- Ordem de grandeza

O cumprimento da meta acima apresentada se insere em uma estratégia. Ela deve ser contextualizada, dando-lhe uma medida, uma ordem de grandeza. Assim, a meta passa a ser a elevação da receita em 20% e dentro de 180 dias.

5- Realismo

O plano de ação só receberá apoio da equipe se for realista. Nada de apresentar metas inatingíveis, pois os funcionários logo o verão apenas como “peça de ficção”. Objetivos facilmente atingíveis também comprometem o planejamento estratégico da organização, pois cria a falsa impressão de bom desempenho.

6- Relevância

As metas de um plano de ação devem efetivamente mudar a realidade da empresa. Mobilizar a organização em torno de objetivos que nada transformam representa desperdício de tempo e dinheiro.

7- Cronograma

A implementação do planejamento estratégico, com o cumprimento de metas, requer um cronograma. Aqui vale a máxima “o que não tem data de entrega jamais é entregue”. Prazos são fundamentais para o êxito do planejamento.

8- Colaboração

Aproveite o potencial de toda a sua equipe – e não apenas dos responsáveis pelo plano estratégico. Muitas vezes, o empregado que vivencia uma determinada dificuldade tem a solução para resolvê-la, mas jamais é ouvido. Envolva os funcionários, a partir de estratégias traçadas pelo setor de Recursos Humanos. O planejamento colaborativo apresenta melhores resultados.

9- Avaliação permanente

A execução do plano de ação exige avaliação permanente pela empresa. Isso permite, por exemplo, a redefinição de metas e a adequação do planejamento a mudanças bruscas no mercado ou na economia.

10 – Automação

Planejar requer informação precisa, relatórios detalhados e ferramentas de processamento de registros. Nenhuma empresa hoje consegue crescer sem o uso intensivo de sistemas de automação. A própria definição de metas se dá com base nos dados consolidados da organização e do mercado. Investir em softwares de gestão também é uma forma de chegar ao planejamento eficiente.

O planejamento eficiente dá à empresa a capacidade de identificar mudanças no mercado, antecipar tendências e descobrir oportunidades de negócios ainda não exploradas. Porém tais ganhos dependem de como a organização elabora o seu plano de ação e como o coloca em prática.

Como sua empresa faz o planejamento estratégico? Quais elementos você considera indispensáveis na elaboração do plano de ação? Deixe aqui o seu comentário.

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática e atuou na Templum Consultoria criando conteúdo, desenvolvendo sites e outros apetrechos tecnológicos.
Ricardo Tocha
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *