ISO 9001: Sistema de Gestão da Qualidade

Precisa certificar sua empresa para fazer mais negócios?
Conheça as formas de implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade

Sozinho é possível, mas incerto

Se você não está familiarizado com sistemas de gestão, será muito difícil implementar a ISO 9001 sozinho. Durante a implantação você terá que elaborar procedimentos, mapear processos, verificar a documentação necessária, elaborar documentos de controle e gerenciar registros, além de ler e interpretar a norma em si. Sem experiência, a chance de fracasso na auditoria é muito grande.

Se quiser comprar a norma clique aqui.

Prós:
Se você tiver a sorte de ter na sua equipe uma pessoa com experiência prática em ISO 9001, você poderá implementar com custo baixo.

Contras:
Sem experiência, a implementação pode demorar mais do que o estimado, e como tempo é dinheiro, pode sair mais caro do que contratar uma consultoria. Se pensa em contratar este profissional, o salário médio de mercado varia de R$ 2.200 a R$ 3.000. Com encargos e benefícios o custo total mensal será de R$ 4.400 a R$ 6.000.

Consultoria compartilhada: barata, mas demorada

A consultoria compartilhada é uma forma barata de implementar um Sistema de Gestão pois parte do princípio que o custo de um consultor será compartilhado por várias empresas. Antes de contratar avalie o tamanho e complexidade do seu negócio e a sua necessidade de certificação. Afinal, a certificação é a mesma para todas as empresas, a forma de implementação não é.

Prós:
Investimento baixo.

Contras:
É provavel que você tenha que se afastar de sua empresa de tempos em tempos para se reunir com as empresas compartilhadas e receber instruções do consultor.

A velocidade de implementação é limitada e o envolvimento do consultor fica comprometido.

Consultoria presencial: investimento alto

A forma tradicional de consultoria é geralmente mais cara. O contratante não paga apenas o conhecimento do consultor. Ele paga o deslocamento, a hospedagem e o todo tempo que o consultor passa em trânsito. Ao contrário do que muitos pensam, a presença do consultor na empresa não diminue o trabalho do contratante.

Prós:
Personalização.

Contras:

  • Investimento alto.
  • A presença do consultor não diminue o trabalho do contratante.
  • Corre-se o grande risco do conhecimento ficar com o consultor e não com a empresa.
  • Pouca flexibilidade, você e seus funcionários terão que parar para dar atenção ao consultor no dia da visita.
  • Suporte limitado aos dias de visita.

Consultoria ilimitada Templum: a única com suporte ilimitado e certificação garantida em contrato

A Templum criou um jeito novo de fazer consultoria, usando tecnologia para transferir conhecimento, aproximar o cliente do especialista e, ao mesmo tempo, eliminar os custos com transporte e hospedagem de consultores.

Tudo foi planejado, dividido em fases, para que você dedique apenas 1 hora do seu dia na implementação. Especialistas disponíveis via chat, chamado, email e site solucionam qualquer problema que você venha a ter. No final da implementação nós realizamos uma pré-auditoria para garantir que a sua certificação aconteça sem problemas. É por isso que é possível garantir a certificação de todos os clientes.

Contratando a Templum você tem acesso ilimitado ao conhecimento de profissionais com mais de 20 anos de experiência. Lembre-se: tempo é dinheiro. Sem o suporte ideal para sua empresa você pode acabar gastanto muito mais.

A Templum prepara sua empresa para conquistar a certificação ISO 9001 da forma mais inovadora do mercado. Rápido, prático e garantido em contrato.

Preciso certificar minha empresa na ISO 9001!

Implementação e certificação ISO 9001

Uma frase que é sempre repetida por consultores ao serem indagados se conseguir o selo é difícil: “Diga o que sua organização faz, faça o que diz que faz e documente tudo.” Simples assim.

A organização que deseja a certificação deve seguir alguns passos e atender aos requisitos da norma. O processo de implementação pode durar de alguns meses a até dois anos ou mais, dependendo do tamanho da empresa e do grau de envolvimento da direção. Cabe a uma consultoria todo o processo de implementação e pré-auditoria.

Já o processo de certificação cabe a organismos de certificação independentes, como a Fundação Carlos Alberto Vanzolini e o Bureau Veritas Quality International, por exemplo.

ISO 9001 para empreendedores

Como conquistar a certificação de maneira simples? Como sair da burocracia e implementar o sistema rapidamente e com custos reduzidos? A Templum desenvolveu uma solução que oferece, para micros, pequenas e médias empresas interessadas em elevar a qualidade do seu negócio, uma forma fácil de implementar a ISO 9001 em seus negócios.

Por meio da plataforma da Templum, os empresários têm acesso à implementação ISO 9001 totalmente via web, da forma simples e intuitiva. A consultoria online permite às micro e pequenas empresas ter a possibilidade de implementar a ISO 9001 com custo extremamente reduzido, até 70% menor do que nos modelos tradicionais.

Valores e diferenciais da consultoria Templum

A implementação pode ser paga em pequenas parcelas. Esses valores chegam a ser 75% mais baratos do que a implementação tradicional. O tempo para todo processo irá variar, em média, entre seis e 12 meses, dependendo de cada empresa.

Durante o processo, o cliente possui várias ferramentas à disposição, como glossário, fóruns e consultores online, para se comunicar com a Templum e não se perder no conteúdo. A implementação está dividida em fases e, a cada etapa cumprida, o cliente conquista pontos que podem ser trocados ao final do processo por prêmios.

Tudo isso possibilita menos retrabalho, mais produtividade, atendimento aos padrões exigidos, um melhor atendimento e, por exemplo, a possibilidade de se tornar fornecedor de estatais e multinacionais de grande porte, que exigem o selo da qualidade de seus fornecedores. A certificação será realizada por um organismo certificador autorizado pelo Inmetro, o qual será escolhido pelo cliente, com a assessoria e apoio dos especialistas da Templum .

Certificação ISO 9001 com Rapidez e Agilidade

Este artigo é uma cortesia da Templum Consultoria Online. A Templum prepara sua empresa para conquistar a certificação ISO 9001 da forma mais inovadora do mercado. Time especializado. Suporte a um clique de distância. Disponível 24 horas. Auditoria presencial.

Preciso certificar minha empresa na ISO 9001!

Definições relacionadas à ISO 9001

Benefícios de um Sistema de Gestão da Qualidade

São os inúmeros os benefícios da implementação da ISO 9001 em uma organização. O principal deles é o diferencial competitivo que uma empresa que implementou e obteve a certificação ISO 9001 passa a ter.

Conquistar a certificação representa um atestado de reconhecimento nacional e internacional à qualidade do trabalho, pois a ISO 9001 assegura boas práticas de gestão e relacionamento entre clientes e fornecedores. Além disso, possibilita maior desenvolvimento dos colaboradores, serve como alavanca na busca pela qualidade total, propicia condições para maior competitividade no mercado, otimização de processo e a redução de custos.

Mas por que falamos tanto em “diferencial competitivo”? Com a implementação e a certificação, uma empresa consegue:

  • Melhoria do desempenho do produto/serviço e, consequentemente, maior satisfação do consumidor;
  • Planejar e controlar de forma sistemática as rotinas de trabalho (padronização e definição de responsabilidades), eliminando retrabalho e dando mais agilidade aos processos;
  • Reduzir custos, já que a produtividade será maior;
  • Melhorar a comunicação, a moral e a satisfação dos colaboradores no trabalho;
  • Aumentar as oportunidades de mercado, já que muitas empresas grandes só compram de fornecedores que têm o selo ISO 9001;
  • Melhorar a imagem da empresa;
  • Reduzir riscos (os investimentos são mais seguros, uma vez que os processos são mais organizados e direcionados para melhor posicionamento) e melhorar a relação com fornecedores e investidores;
  • Desenvolver fornecedores: o reflexo da certificação sobre os fornecedores é notável, e eles passam a submeter-se a especificações mais precisas e parâmetros de qualidade mais rígidos. Quem ganha, no final das contas, é o cliente.

É por isso que afirmamos: obter a certificação ISO 9001 é um BAITA diferencial competitivo!

O que é qualidade e Sistema de Gestão da Qualidade

De acordo com a ABNT, podemos definir qualidade como o grau no qual um conjunto de características satisfaz a um requisito. Indo um pouco além: qualidade significa satisfação dos clientes (internos, intermediários e externos).

Um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) compreende elementos inter-relacionados que permitem a administração da qualidade em uma organização. Em resumo, são regras e princípios relacionados à qualidade aplicados no dia a dia das organizações.
Objetivos de um Sistema de Gestão da Qualidade
Os principais objetivos de um Sistema de Gestão da Qualidade são:

  • Atender aos requisitos do cliente com o objetivo de aumentar sua satisfação;
  • Obter uma visão da organização utilizando a abordagem de processos;
  • Assegurar a melhoria contínua do processo;
  • Medir e avaliar os resultados do desempenho e eficácia do processo;
  • Monitorar continuamente a satisfação dos clientes.

Vale destacar que a adoção de um SGQ é decisão estratégica de cada organização e que o desenvolvimento e a implementação são específicos para cada tipo de organização.

Não é objetivo da norma impor uniformidade na estrutura do SGQ ou uniformidade na documentação.

A norma ISO 9001 segundo o Inmetro
A ISO 9001 trata dos requisitos para um SGQ e é uma norma que permite às organizações verificar a consistência de seus processos, medir e monitorá-los com o objetivo de aumentar a sua competitividade e, com isso, assegurar a satisfação de seus clientes.

ABNT NBR ISO 9000 descreve os fundamentos de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) e estabelece os conceitos e a terminologia e um modelo de padronização para estes sistemas. No Brasil, o órgão que representa a ISO é a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

De acordo com o Inmetro:

a ISO 9001 é a versão brasileira da norma internacional ISO 9001 que estabelece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma organização, não significando, necessariamente, conformidade de produto às suas respectivas especificações. O objetivo da ISO 9001 é lhe prover confiança de que o seu fornecedor poderá fornecer, de forma consistente e repetitiva, bens e serviços de acordo com o que você especificou.

A ISO 9004 trata das diretrizes que consideram eficácia e eficiência de um SQG. O objetivo é melhorar o desempenho da organização e a satisfação de cliente e outras partes interessadas.

Vale lembrar que não existe certificação para as normas ISO 9000 e ISO 9004, somente para a ISO 9001.

A última versão foi elaborada em 2008 e por isso o nome completo da norma atualizada é ISO 9001:2008.

Em resumo:
ISO 9000 – Conceitos e terminologias
ISO 9001 – Requisitos (para fins de certificação)
ISO 9004 – Diretrizes (para melhora de desempenho e eficácia)

O que é ISO?
O que é ISO?
A ISO (International Organization for Standardization) é uma organização fundada em 1946 e sediada em Genebra, na Suiça. Seu propósito é desenvolver e promover normas que possam ser utilizadas por todos os países do mundo.

Veja o vídeo

Mais de 111 países integram esta importante organização internacional especializada em padronização. O Brasil é representado pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

A ISO possui uma família de normas que trata de qualidade: a ISO série 9000. Nesta família está a ISO 9001, que trata dos requisitos para sistemas de gestão da qualidade. Uma organização que possui um sistema de gestão da qualidade de acordo com a norma ISO 9001 pode solicitar a certificação e obter o “selo de conformidade ISO 9001”. A versão brasileira da ISO 9001 chama-se ABNT NBR ISO 9001.

Elementos da ISO 9001

documentação da ISO 9001 está disponível para compra no site da ABNT e descreve os itens abaixo:

  • Prefácio
  • Introdução
  • Escopo
  • Referência normativa
  • Termos e definições
  • Requisitos
  • Sistema de Gestão da Qualidade
  • Responsabilidade da Direção
  • Gestão de Recursos
  • Realização do Produto
  • Medição, análise e melhoria
  • Tabelas de correspondência entre a ISO 9001 e outras normas
  • Bibliografia

A documentação do Sistema de Gestão da Qualidade deve incluir:

  • Declarações documentadas de uma política da qualidade e dos objetivos da qualidade;
  • Manual da Qualidade;
  • Procedimentos documentados requeridos pela norma;
  • Documentos necessários para que a organização assegure o planejamento, a operação e controle eficaz dos seus processos;
  • Registros requeridos pela norma.

Além disso, é necessária a definição e a implementação de uma Política da Qualidade e um Manual da Qualidade.

Contudo, isto não quer dizer que os documentos acima listados sejam os únicos documentos necessários nos processos de implementação e certificação ISO 9001. Cada empresa deve avaliar os documentos necessários.

Glossário
Glossário

  • Requisito – Necessidade ou expectativas que é expressa, geralmente, de forma implícita ou obrigatória;
  • Melhoria contínua – Atividade para aumentar a capacidade de atender requisitos;
  • Processo – Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) em produtos (saídas);
  • Produto – Resultado de um processo, pode também significar “serviço”;
  • Conformidade – Atendimento a um requisito;
  • Não-conformidade – Não atendimento a um requisito;
  • Evidência – Dados que apóiam a existência ou a veracidade de alguma coisa;
  • Competência – Capacidade demonstrada para aplicar conhecimento e habilidades;
  • Ação corretiva – Ação para eliminar a causa de uma não-conformidade identificada ou outra situação indesejada (prevenir sua repetição);
  • Ação preventiva – Ação para eliminar a causa de uma potencial não-conformidade ou outra situação potencialmente indesejada (prevenir sua ocorrência);
  • Infra-estrutura – Sistemas de instalações, equipamentos, informações e serviços necessários para a realização de uma operação na organização;
  • Ambiente de trabalho – Conjunto de condições sob as quais um trabalho é realizado;
  • Organização – Grupo de instalações e pessoas com um conjunto de responsabilidades, autoridades e relações, conjunto geralmente ordenado.

Artigos mais lidos sobre ISO 9001 no Canal

Veja todos os artigos sobre a implementação da 9001 no Canal do Conhecimento Templum

Cursos sobre ISO 9001 e Sistemas de Gestão

Criamos uma série de treinamentos para capacitar as pessoas envolvidas na implementação e certificação de Sistemas de Gestão. Como novidade, serão todos GRATUITOS este ano. E você poderá se inscrever em qualquer um deles:

banner_cursos_rodape

Certificação ISO 9001 com Rapidez e Agilidade

Preciso certificar minha empresa na ISO 9001!

166 comments

  • Bom dia!!

    Possuo um indicador de faturamento mensal com metas estipuladas desde 2008 mas as metas de 2014 não foram atingidas devido ao desaquecimento do mercado. Como aplicar ações corretivas já que o mercado não estava em alta no primeiro semestre? Apliquei algumas ações mas não surtiram efeitos. Posso diminuir as metas neste período em que o mercado estava em baixa?

    Responder
  • exite alguma norma ou dretriz na família ISO que regulamenta o conteúdo da Política da Qualidade, além daquele já expresso no item 5.3 da ISO 9001? Uma PQ deve conter itens referentes a requisitos regulatórios de Segurança, Meio Ambiente ou Responsabilidade Social, por exemplo?

    Responder
    • Fernanda Silveira

      Marcelo, bom dia!
      A Política da Qualidade segundo a NBR ISO 9001 serve como base para a definição dos objetivos e metas de uma empresa comprometida com a qualidade de seu produto/serviço. Se você colocar itens alinhados com o meio ambiente, segurança do trabalho e responsabilidade social; estes deverão ter objetivos e indicadores medindo seu sistema de gestão e por conseguinte formas de controle.
      Um sistema da qualidade é focado na satisfação dos seus clientes, atendimentos dos requisitos do seu SGQ e a melhoria contínua.
      Aconselho, caso queira descrever uma política com todos estes aspectos para a certificação NBR ISO 9001, que tome cuidado com os aspectos a serem monitorados, pois serão cobrados em uma auditoria.
      Espero ter ajudado! Qualquer dúvida estou à disposição!

      Responder
  • Prezados boa noite!

    Gostaria de saber se é possível, uma pessoa se certificar nas normas abaixo:

    ISO 9000 – Conceitos e terminologias
    ISO 9001 – Requisitos (para fins de certificação)
    ISO 9004 – Diretrizes (para melhora de desempenho e eficácia)

    Caso for possível, gostaria de saber se há alguma escola de treinamento E-learning

    No aguardo….Obrigada!

    Responder
    • Jonathan Reis

      Olá, Amanda!

      Seja bem vinda em nosso blog!

      Das três normas citadas acima a única que é passível de certificação é a ISO 9001, as demais são de apoio.

      Temos cursos on-line gratuitos sobre o tema, acesse: http://cursos.templum.com.br/

      Caso necessite do suporte da consultoria on-line, faça o test drive e conheça nossa tecnologia, acesse: http://www.templum.com.br/

      Espero ter ajudado!

      Atenciosamente,

      Jonathan Reis

      Responder
    • Fernanda Silveira

      Elba,bom dia!

      Você pode fazer uma denúncia no INMETRO ou ainda com o Organismo Certificador da empresa que investigará a situação, podendo intervir na perda ou manutenção da certificação.
      Espero ter ajudado!

      Responder
  • Boa tarde!

    Tenho uma dúvida em relação ao controle de registros / formulários.. Eu sigo todos os itens para controlar os registros conforme a norma estabelece (identificação, armazenamento, etc…) esta tabela eu disponibilizo no final de todos os procedimento.. Como eu poderia controlar os formulários?? Pois elas há uma revisão, certo?

    Responder
    • Jonathan Reis

      Olá, Fernanda.

      Muito pertinente, você tem razão sobre os registros.

      Os formulários você pode controlar em sua lista mestra de documentos ou até mesmo criar uma lista especificamente para controlar formulários.

      Espero ter esclarecido.

      Atenciosamente,

      Jonathan Reis

      Responder
  • Gostei muito
    Trabalho numa empresa de auto peça e sou auditora interna mas, fico insegura quando vou fazer auditoria na alta direção, pois não sei o que procurar ou o que perguntar.

    Responder
    • Jonathan Reis

      Olá, Joana.
      É muito bom ter sua participação em nosso blog!
      Não há motivos pra ficar insegura, pois por se tratar de uma auditoria interna, o clima com certeza pode ser mais amistoso e orientativo.
      Para auditar a Alta Direção o foco será no requisito 5 da Norma ISO 9001:2008, abordando o Planejamento do sistema de gestão, ou seja, política e objetivos da qualidade, visando evidenciar a análise crítica e o comprometimento da Direção com o Sistema de Gestão da Empresa.

      Espero ter lhe auxiliado.

      Atenciosamente,

      Jonathan Reis

      Responder
    • Viviam Santos

      Olá Bruna. A ISO 9001 se aplica tanto a produtos quanto a serviços, a empresas de qualquer porte.
      Confira em nossa seção ISO 9001 aqui no Canal do Conhecimento e veja alguns exemplos de aplicações da norma.
      Obrigada pela participação! Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Responder
    • Olá Anderson,

      Obrigada pela participação em nosso blog!

      As transportadoras assim como os demais prestadores de serviço começaram a fazer parte da norma ISO 9001 mais intensamente a partir de 2000.

      A primeira versão da norma ISO 9001 foi criada em 1987, porém, era muito focada em produto. Em 1994 foi lançada outra versão da norma com muitas mudanças, mas ainda muito voltada para empresas que fabricavam produtos. Só a partir de 2000 a norma ISO 9001 incorporou claramente o sistema de gestão da qualidade também voltado para empresas prestadoras de serviços. Foi a partir daí que houve maior interesse por parte das transportadoras em implantar e conquistar a certificação do seu sistema de gestão da qualidade.

      Hoje estamos na versão ISO 9001:2008 que garante o caráter genérico da norma e sua aplicabilidade para qualquer tipo de organização!

      Responder
  • Envie duas dúvidas dias 23/12/2013 11/02/2014 e não obtive uma resposta da análise.
    Gostaria do retorno para definição e execução das atividades de revisão dos meus procedimentos.

    Obrigado!

    Responder
  • Olà, parabens pelo site, e desculpe a falta de acentuaçao pois entou em um estàgio na area de qualidade na Italia e o teclado é um pouco diverso.
    Minha duvida é a seguinte, aqui temos o processo principal que é a criaçao e realizaçao de simulaçao de sistemas propulsores inovativos, a empresa ja possui ISO faz 3 anos mas me convocou para auxiliar na atualizaçao do manual de qualidade e dos documentos complementares para a inspeçao, porem o meu problema é que ultimamente a empresa tem contratos onde nao desenvolve o projeto aqui dentro da empresa, é como se alugassemos nossos funcionarios para projetos dos cientes junto aos clientes e portanto a qualidade nao é nossa responsabilidade. A duvida em si é, visto que faz parte das receitas devo citar isso no manual de qualidade? Se sim, onde? Cito esse processo no modulo 7 “realizaçao do produto” junto com o processo principal? Nao cito?

    Desde jà obrigado

    Raul

    Responder
    • Ou coloco nas exclusoes do manual, visto que nao faz parte do processo e nao interfere nao qualidade dos produtos (Produtos = resultados das simulaçoes para prototipaçao)?

      Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Raul,

      Seja bem vindo em nosso blog!

      A sua dúvida é muito pertinente, isso porque temos a tendência em indicar que quando a empresa não executa alguma atividade, isso a isenta de responsabilidades nesses resultados, porém a norma ISO 9001 é muito clara em relação ao controle de processos terceirizados, ou seja… Se algum profissional terceirizado realize alguma parte da sua produção e/ou prestação de serviço em seu nome, você deve controlar o resultado desse trabalho e esse controle pode ser indicado no item 7.5 ou ainda no item 7.4. uma vez que trata-se de uma aquisição de um prestador de serviço, ok?!

      Espero que possa tê-lo ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Uma organização que busca obter a certificação ISO 9000:2000 deve adotar as metas fixadas pela organização
    certificadora, que deverão ser atingidas em, no máximo, um ano a partir do início do processo de certificação?

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Marcelo, seja bem vindo em nosso blog!

      Antes de responder a sua pergunta, vamos fazer um alinhamento dos conceitos para que possa entender todo o cenário, ok?!

      A família 9000 é composta por 03 normas distintas:

      – ISO 9000:2005 que é uma norma que explica os fundamentos e vocabulários utilizados nas normas. Essa não é uma norma certificável, é utiliza apenas para consulta.

      – ISO 9004:2009 que indica critérios para aumentar o desempenho da organização. Essa norma também não é certificável.

      – ISO 9001:2008 que indica critérios para a implementação de um sistema de gestão da qualidade. Essa é a norma conhecida como norma da qualidade e certificável pelos organismos certificadores.

      Para a certificação dessa norma é necessário implementar todos os requisitos nela especificados, mas não existe prazo de certificação após o início da sua implementação.

      Espero que possamos tê-lo ajudado.

      Qualquer duvida, estamos à disposição.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Bom Dia; a minha duvida é, eu posso utilizar o formulário de SISTEMA GESTÃO DA QUALIDADE para Treinamento Admissional,Periódico ? Sou Tec .de Seg do Trabalho

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Alba, seja bem vinda em nosso blog!

      Acredito que não tenha entendido a sua duvida, sendo assim, caso minha resposta não seja satisfatória, por favor nos avisar.

      Os documentos do sistema de gestão podem sim abranger os formulários da área de segurança do trabalho, desde que essa área esteja mapeada em seu sistema.

      Verifique com o responsável do sistema de gestão da sua empresa e caso esse processo não esteja mapeado, você pode solicitar a inclusão ao RD, ok?!

      Espero que possamos tê-la ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Olá, se na minha empresa seguimos um procedimento X para realizar determinada tarefa, gerando registros conforme especificado. Porém o procedimento em questão sofre alteracao, mudando varios registros (incluindo novos e removendo antigos), eu preciso refazer todo o processo para um tarefa especifica, que comecou no procedimento antigo e agora vai se adaptar ao novo? Por exemplo: Preciso gerar os novos registros que a nova revisão exige que sejam criados no inicio do processo com data retroativa para essa tarefa especifica? Numa auditoria o auditor vai querer ver a versão antiga do procedimento?

    Grato

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Igor, seja bem vindo em nosso blog!

      Sua participação é muito importante para nós!

      Quando um procedimento é alterado, você precisa mudar os registros a partir da data em questão. Registros anteriores não podem ser alterados, ok?!

      Espero que possamos tê-lo ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Boa tarde!!

    A auditoria interna da minha empresa é terceirizada e foi realizada por um auditor líder com formação baseada ISO 9001:2000? É permitido já que a norma não especifica as versões.

    Obrigado!

    Responder
  • olá,
    trabalho em uma determinada empresa que esta buscando a certificação da ISO9001.
    Gostaria de saber se no almoxarifado posso deixar em uma mesma estrutura itens contabéis e itens não contabeis EX.: Porca, Parafuso, Arruelas etc.

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Jorge!

      Ficamos muito felizes com a sua participação em nosso blog!

      Para atendimento aos requisitos da ISO 9001 não existe nenhum problema nesse tipo de organização no almoxarifado. Precisa verificar apenas se dessa forma, você consegue controlar as entradas e saídas do seu estoque, bem como a forma de verificação desses materiais na chegada da empresa, ok?!

      Espero que possamos tê-lo ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
    • Boa tarde. Estou fazendo modificações em meus procedimentos internos e gostaria de coloca-los em conformidade com a iso. A duvida é como preencher o campos de assinatura de elaboração e aprovação, e se é preciso o campo do vistoriador. Caso positivo quais funções poderiam ser para o elaborador, vistoriador e aprovador?
      conto com a ajuda de vocês.

      Responder
      • Daniela Albuquerque

        Olá Julio,

        Seja muito bem vindo em nosso blog! Sua participação é muito importante para nós!

        A norma ISO 9001 em seu item 4.2.3 indica que os documentos precisam ser aprovados, mas não necessariamente que precisam ser assinados. Esse tipo de exigência faz parte da estratégia da empresa de como deve evidenciar essa aprovação, portanto não é uma obrigatoriedade normativa, ok?!

        Caso queira utilizar essa estratégia em seus documentos, primeiramente estabeleça um documento que terá esses critérios (inclusive com os dados de quem tem autoridade para aprovar cada tipo de documento) e depois é só seguir o que foi definido nos outros documentos da empresa.

        Essa é a melhor maneira de criar um padrão se que existam conflitos.

        Qualquer duvida, estamos à disposição.

        Atenciosamente,
        Daniela Albuquerque

        Responder
  • A constatação de não conformidade da auditoria interna/externa, é válida como “relatório de não conformidade”? Só necessito abrir uma RAC e dar continuidade ao processo? Pretendo simplificar ao máximo o processo!

    Um abraço!!

    Responder
  • Pingback: Dia Mundial da Qualidade! - Blog da Qualidade

    • Daniela Albuquerque

      Olá Tiago,

      Seja bem vindo em nosso blog!

      Sim, não existe nenhum impeditivo de controlar esses dois tipos de documentos em uma mesma lista, desde que todos os critérios de controle de registros seja atendida, ok?!

      Qualquer duvida adicional, estamos à disposição.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Boa tarde.
    Tenho descrito no escopo do meu certificado produto A, B e C mas no processo produtivo tenho o produto D também. Posso incluir este produto “D” na sistemática da documentação da Garantia da qualidade mesmo não estando no escopo?

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Reginaldo, seja bem vindo em nosso blog!

      Essa é uma duvida realmente muito interessante, pois ao incluir a sistemática do produto “D” em sua documentação, aquilo que estiver no documento será sim auditado, pois o que escrevemos temos que cumprir. Porém, não estando no escopo, outros controles aplicáveis a esse produto pela norma não poderão ser cobrados, ok?!

      Espero que possa tê-lo ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
      • Olá Daniela!
        O meu produto “D” é fabricado sob norma e não é compulsório. Posso então colocá-lo na sistemática e não mencionar a norma aplicável ao produto?
        Quero dizer, fazer uma sistemática própria de processo em plena condição de ser auditada sem riscos de NC?

        Responder
  • Adorei o texto, muito bem explicado, Parabéns!
    Aproveitando a oportunidade, gostaria de uma ajuda, estou começando a trabalhar como assistente de gestão da qualidade em um empresa do ramo alimentício ( Fabrica de leite, Queijos, Manteiga e outros), Uma das não conformidades recentes foi que os colaboradores não souberam responder qual a política de qualidade da empresa, esse é um dos meus desafios e gostaria de uma sugestão de como disseminar a política de qualidade entre os colaboradores de forma prática e eficiente. Desde já agradeço.

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Ingryd!

      Seja muito bem vinda em nosso blog! Espero que possa acompanhar sempre as novidades que trazemos semanalmente.

      Em relação à Política da Qualidade, você pode utilizar alguns recursos visuais como a distribuição de quadros pela empresa, indicação em crachás dos colaboradores, tela da área do trabalho do computador, mas ainda não existe recurso melhor do que a conscientização constante dos funcionários.

      Em cada reunião realizada pela empresa sempre volte nesse assunto e indique a importância da Política da Qualidade na organização e também a forma como o trabalho de cada um contribui para o cumprimento desses itens.

      Algumas dinâmicas também podem ser aplicadas pelo RH da sua empresa, tentando transformar o texto da Política em algo que realmente faça parte da vida de todos os colaboradores.

      Espero que possa ter ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
    • Natália

      Olá, que bom ter sua participação no nosso Blog.

      A norma ISO 9001:2008 ela traz requisitos para implementação de um Sistema de Gestão da Qualidade baseado em 2 pilares:

      – Satisfação do cliente
      – Melhoria Continua dos processos

      As obrigações para com a norma estão relacionadas aos itens como requisito do cliente, controle de não conformidades, auditorias internas, controle sobre fornecedores entre outros.
      Recomendo que faça um curso de interpretação da norma, temos ele online e ao vivo você poderá sanar todas suas dúvidas com o ministrante.

      Ficamos a disposição

      Cristiane Gonçalves

      Responder
  • Gostaria de saber como não homologar transportadoras no meu cadastro de fornecedores, pois utilizamos serviços de diversas transportadoras, ou seja, contratamos o serviço pelo melhor preço e ás vezes acabamos utilizando apenas uma vez a transportadora escolhida o que impossibilita o envio do “relatório de qualificação”. Como especificar esse item no meu procedimento?

    Responder
    • Reginaldo

      Primeiramente quero agradecer sua participação em nosso Blog, seja muito bem vindo.

      Em relação ao seu questionamento, deixar de homologar realmente não é possível em vista que todo fornecedor que impacta na qualidade do produto ou serviço devem ser avaliados e selecionados com base na sua capacidade de fornecer conforme requisitos da organização.
      A norma é muito clara neste item, você poderá criar outra forma de selecionar as transportadoras e avalia-las de acordo com o resultado do serviço prestado, mas deverá documentar a sistemática diferenciada no procedimento de aquisição.

      Espero ter ajudado e fico a disposição para auxiliar.

      Cristiane Gonçalves

      Responder
      • Olá Cris!

        Estava pensando em criar a sistemática onde que para transportadoras será necessário apenas um cadastro (Simples) onde será feito uma consulta, para saber a procedência da transportadora ( ou pessoa ) e incluir o envio do certificado de ISO 9001 ou similar caso possuam. O retorno do envio do “relatório de qualificação” às vezes é demorado e até mesmo ignorado. Será que é viável?

        Responder
        • Olá Reginaldo

          A sistemática é valida sim, você também pode determinar que o fornecedor “Transportadora” será avaliado de acordo com o primeiro serviço prestado, caso atender a todos os requisitos ele passa ser homologado e quando na necessidade de um novo serviço já tem o histórico da prestação de serviço.

          Em relação a transportadora ser valida também será um diferencial.

          Espero ter auxiliado

          Cristiane Gonçalves

          Responder
  • Boa tarde,

    Muito bom o conteúdo deste site! Estou trabalhando em uma Construtora criando relatórios de resultados e indicadores de desempenho. Estamos buscando elevar a qualidade dos processos da empresa através da implantação dos processos de qualidade e obtenção da certificação. A empresa ainda está em um nível muito a quem no que diz respeito a implantação de procedimentos e possui cerca de 700 funcionários. Gostaria de saber se posso trabalhar a certificação em escopo reduzido, trabalhando primeiramente os processos administrativos (Suprimentos, Financeiros, RH)para certificação e posteriormente os processos Operacionais, que envolvam diretamente a engenharia e produção. Na sua experiência certificação em 2 etapas é viável? Minha intenção é começar por algo que teoricamente seria mais fácil, e depois da certificação ganha, tenha força para entrar nos processos operacionais e de engenharia para certificação.
    Obrigado

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Douglas,

      Muito Obrigada pela sua participação em nosso blog!

      O escopo reduzido é viável e muito utilizado em empresas que possuem processos complexos e você pode utilizar em sua empresa, porém ressalto que essas áreas indicadas são áreas de apoio para a sua produção e de repente você poderia incluí-los em seu escopo e deixar a área de engenharia para outro momento, pois dessa forma a sua certificação ficará mais coerente com o objetivo da ISO 9001, que é a satisfação do seu cliente, ok?!

      Espero ter ajudado!

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Bom dia e parabéns pelo blog.
    Gostaria de saber se poderiam esclarecer uma dúvida minha:
    tenho uma empresa, na qual realizo serviços advocatícios. Quero definir um escopo apenas para um determinado serviço que executo e já entendi que isso é possível. Minha dúvida esta em relação aos outros departamentos/processos, aqueles administrativos, exemplo, contas a pagar/receber, rh, atendimento telefonico, recepção, etc… eles também serão auditados, mesmo estando fora do escopo?
    antecipadamente agradeço.

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Rafael, bom dia!

      Seja bem vindo em nosso blog! Ficamos muito felizes com a sua participação.

      Em relação à sua duvida sobre o escopo reduzido, outros processos que servem como apoio para que o seu objeto de certificação ocorra normalmente também devem ser auditados, sendo assim processos como RH e recepção entrariam na auditoria, enquanto as outras atividades citadas não fariam parte dessa atividade. Porém, só conseguiríamos lhe informar com certeza quais os processos a serem auditados se nos informar qual é o escopo que gostaria de certificar.

      Espero que eu possa tê-lo ajudado. Estamos à disposição.

      Uma ótima semana!

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Gostaria de saber se existe algum tipo de certificado para propriedade rurais que não utilizam agrotóxicos nas culturas cultivadas no estabelecimento?

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Wedson,

      Seja bem vindo em nosso blog.

      Não temos conhecimento de algum tipo de certificação específica para esse fim, mas a ISO 14001, que implementa requisitos para um sistema de gestão ambiental pode certificar essa sua prática, uma vez que trata-de de um grande meio de prevenção de poluição.

      Espero que possamos tê-lo ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Tenho uma empresa e gostaria de saber a diferença ente iso 9000 e iso 9001 , tenho que implementar a iso 9000 para depois a iso 9001?:

    Obarigado

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Jefferson, boa tarde!

      Muito Obrigada por sua participação em nosso blog.

      A família 9000 é composta por 03 normas distintas, sendo elas:
      – ISO 9000: Fundamentos e Vocabulários, ou seja define os termos que constituem o objeto da família 9000.
      – ISO 9001:Requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade, indica os itens normativos que devem ser implementados na empresa e
      – ISO 9004:Diretrizes para Melhorias de Desempenho de um Sistema de Gestão da Qualidade, que indica outros requisitos além dos especificados na ISO 9001 a fim de aumentar a eficácia do sistema implementado.

      Sendo assim, a única norma que é certificável é a ISO 9001 e as outras são utilizadas como base e como apoio para a implementação do sistema de gestão.

      Espero poder tê-lo ajudado.

      Estamos à disposição.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
    • Prezado Wagner

      Primeiramente quero agradecer sua presença em nosso Blog.

      Em relação ao seu questionamento uma Auditoria ISO sempre vai buscar a conformidade com os requisitos da norma, requisitos da empresa e requisitos estatutários quando aplicável.

      Na sua pergunta é questionado o Almoxarifado Industrial, será verificado se o procedimento aplicado a ele esta sendo cumprido, se existem registros que evidenciem que o que foi planejado para ser realizado esta de acordo, também será verificado se as pessoas que executam a atividades estão conscientes e competentes para exercer a função.

      Este é apenas um resumo do que será visto, tudo depende do escopo o qual a empresa esta buscando a certificação.

      Atenciosamente,

      Cristiane Gonçalves

      Responder
  • Bom dia !

    sou microempreendedor individual ha dois anos,mas nao exerço ainda so abrir cnpj e pago certinho todo mes , mas so vou começar agora na area de camaroes pois estou fazendo um viveiro e gostaria de saber se tenho como o iso e se tem a necessidade nessa area que vou atuar ?

    Responder
    • Olá Wagner, boa tarde!

      A certificação na norma ISO 9001 é voluntária. Com certeza será um diferencial para sua empresa e abrirá portas para a exportação. Sugiro também que verifique se o seu cliente exige esse tipo de certificação.

      Espero ter ajudado,

      Atenciosamente,

      Thais Cargnelutti
      Especialista Templum

      Responder
  • Boa noite!

    Acabo de me formar em Tecnologia de Produção Industrial, fiz estágio na área de qualidade e gostaria muito de atuar nessa área de gestão de qualidade, infelizmente durante o estágio não tive conhecimento de como funciona a implantação de uma norma ISO, gostaria de saber que tipo de conhecimento devo ter sobre TS.

    Obrigada!

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Luciana,

      Seja bem vinda em nosso blog! Ficamos muito felizes com a sua participação.

      Existem alguns cursos de interpretação da norma e auditor interno que podem lhe ajudar a entender um pouco mais sobre a implementação dessas normas. recomendo que realize esses documentos a fim de obter esses conhecimentos desejados.

      Na Templum oferecemos alguns cursos. Você pode ver a relação no site: http://cursos.templum.com.br/

      Estamos à disposição.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Temos uma dúvida quanto ao controle de documentos, uma vez que temos “documentos controlados” distribuídos fora da empresa:

    Utilizamos carimbo de “copia controlada” e “cópia não controlada” e uma lista mestra onde descrevemos onde estão as cópias e suas respectivas quantidades:

    Temos problema de logística com fornecedores muito distantes para atualização dos documentos. Quando é feita a liberação de uma nova revisão do documento, a revisão antiga precisa ser devolvida, antes da liberação da nova revisão?

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Claudia!

      Seja bem vinda em nosso blog!

      Não é obrigatória a devolução do documento obsoleto. O que a empresa precisa é de uma sistemática que garanta que essas cópias obsoletas não sejam utilizadas.

      Uma saída que pode utilizar é a distribuição dos documentos por meio de pastas eletrônicas compartilhadas, como por exemplo as chamadas “pastas nas nuvens” em que pode controlar a distribuição e acesso desses documentos, mesmo que em locais diferentes.

      Estamos à disposição para quaisquer duvidas.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Gostaria de quantidade mínima de funcionários para se implantar a ISO 9001 , se tiver algum caso de empresa no Brasil, citar o nome dela por favor.

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Juliana,

      Não existe quantidade mínima de funcionários exigido para a certificação, podendo ser aplicada para empresas de até 01 único funcionário. Existem diversas empresas certificadas no Brasil e no site do INMETRO você pode buscar informações sobre as empresas certificadas.

      Espero que possamos tê-la ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder
  • Boa noite!

    Gostaria de uma informação. A certificação da ISO pode ser para um departamento só ou tem que ser para todos em uma organização?

    Obrigada.

    Responder
    • Daniela Albuquerque

      Olá Bia,

      Seja bem vinda em nosso blog!

      Ao implementar um sistema de gestão, trabalhamos com processos e não departamentos, então dentro dessa ótica, sim podemos certificar um único processo da empresa, porém sabendo que esse processo pode participar de mais de um departamento, como por exemplo um processo de atendimento ao cliente, que pode passar pelo departamento comercial, recepção, ouvidoria e operações.

      Chamamos esse tipo de certificação de escopo reduzido e deve ser indicada essa particularidade logo no início da implementação.

      Espero que possamos tê-la ajudado.

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder

Deixe uma resposta