Mito: Pequenas Empresas e ISO 14001 não combinam

Pequenas empresas e ISO 14001, é possível fazermos esta combinação? Neste artigo abordaremos está dúvida muito comum entre os empresários e gestores de organizações com um porte menor. Discutiremos também alguns benefícios, que geram sinergia empresarial, e podem ser alcançados em organizações que levam a sério o seu Sistema de Gestão Ambiental.

Possivelmente você já leu ou escutou a frase: “não acredite em tudo que lê, antes investigue a veracidade da informação”. Esta é uma prática fundamental, ainda mais na era em que vivemos. Atualmente com um clique todos podem compartilhar alguma ideia ou informação falsa.

Pensando nisso que surgiu o insight para este artigo. A intensão é desmistificar um mito comum quando o assunto é a implementação da ISO 14001, que é:

A ISO 14001 é aplicável somente em empresas de grande porte.

A ISO 14001 é um Sistema de Gestão Ambiental feito para qualquer tipo de organização. O tamanho não é determinante, pois qualquer empresa independente do tamanho pode implementa-lo. O ramo de atuação também não é determinante, independente do produto ou serviço, qualquer companhia pode usufruir de um sistema ambiental.

Aqui no Blog já recebemos algumas dúvidas relativas a este mito, como por exemplo:

Tenho um pequeno escritório de contabilidade, posso implementar a ISO 14001?

Este paradigma, que permeia a vida de muitos empresários, é consequência do senso comum atribuir a gestão ambiental apenas para grandes fábricas com processos produtivos enormes e grandes quantidades de resíduos gerados, que impactam o meio ambiente.

Isto não está errado! Normalmente as empresas com foco na fabricação e distribuição de produtos são as principais interessadas na ISO 14001. Um Sistema de Gestão Ambiental pode melhorar a imagem da organização e facilitar o fechamento de novos negócios.  Existem clientes que tem interesse direto em fazer acordos com parceiros que gerenciam de forma responsável as questões ambientais.

O fato é as principais interessadas são companhias com sistemas produtivos enormes e complexos. Entretanto, isto não significa que uma empresa pequena e com foco em serviços não possa implementar a ISO 14001. A questão é compreender quais são os requisitos ambientais legais pertinentes a sua organização. Analisar como os processos da empresa interagem com o meio ambiente também é fundamental para decisão de implementar um SGA.

Independentemente do tipo da organização, todas podem reduzir os impactos ambientais em seus processos. Seja uma grande indústria química que utilizam resíduos químicos e nocivos ao meio ambiente ou um escritório de advocacia que deve controlar do consumo de papel, ambas podem implementar a ISO 14001.

Então, lembre-se: qualquer empresa pode implementar um Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001). Mas, a pergunta que não quer calar é:

Por que eu implementaria a ISO 14001 já que sou uma empresa pequena?

Vamos ver 3 pontos importantíssimos sobre a ISO 14001, os quais podem auxiliar sua empresa alcançar resultados superiores.

Porém, vale ressaltar que um Sistema de Gestão Ambiental é um organismo vivo. Os gestores devem ir além do que somente atender os requisitos para certificação, antes é primordial trilhar um caminho constante de melhoria contínua para poder colher os frutos esperados.

1° ponto: Redução de despesas

Entre as empresas, sendo as pequenas ou as grandes, existem processos que incidem em gastos com matérias-primas, energia, água e entre outros elementos. Com um Sistema de Gestão Ambiental, uma empresa poderá analisar e reduzir gastos com recursos que afetam a lucratividade.

Redução de custos é o desejo de muitos gestores. Desta forma, os empresários aplicam novas margens de lucro e conquistam vantagem por meio de uma estratégia de liderança em custos.

Evidentemente algumas ações adotadas em um SGA tem um retorno sobre investimento a longo prazo, por isso a organização deve sempre buscar melhorar continuamente.

Com a ISO 14001, o gestor consegue desenvolver índices de monitoramento ambientais. Estes auxiliam na identificação dos níveis de desperdícios. Com uma análise bem feita é possível adotar planos de ações para diminuir ou eliminar os impactos ambientais e de quebra reduzir os custos e despesas.

2° ponto: Melhoria na imagem da empresa

A procura por produtos e serviços de empresas preocupadas com questões ambientais aumenta ano a ano. A Nielsen, empresa global especializada em pesquisas com consumidores, indicou em um de seus estudos que os consumidores estão cada vez mais dispostos a pagar mais por produtos e serviços sustentáveis.

Para atrair clientes e consumidores com estas preocupações é necessário demonstrar de forma sistêmica sua contribuição com o meio ambiente. Não basta fazer apenas uma campanha “bonitinha” de marketing. Antes, prove os “porquês” e “como” sua organização está comprometida com a sobrevivência do planeta.

Com o interesse latente dos consumidores com questões ambientais, podemos esperar que as empresas que provarem seu compromisso ambiental, tendem a aproveitar melhor as oportunidades de negócios.

3° ponto: Vantagem Competitiva

A vantagem competitiva é a consequência dos dois primeiros benefícios:

Redução de Despesas + Melhoria na imagem da empresa = Vantagem Competitiva.

Com os redução nos custos melhora-se a margem de lucro de seus produtos e serviços. Com a melhoria da imagem da organização há o aumento da credibilidade e aceitação da marca. Logo, empresas poderão obter vantagem competitiva sobre seus concorrentes diretos e, consequentemente, se destacarem em um mercado cada vez mais dinâmico.

Não perca tempo!

Procrastinar uma decisão não é a melhor opção. Talvez a ISO 14001 seja uma das decisões que podem posicionar sua empresa no hall das organizações que se preocupam com questões ambientais.

Conheça os detalhes da ISO 14001. Baixe o nosso e-book e conheça com mais detalhes e quais as formas de implementação da ISO 14001.

Guilherme Alonço

Guilherme Alonço

Conteudista da Templum Consultoria Ilimitada e apaixonado por assuntos e notícias que englobam o mundo dos negócios. Formado em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Unitoledo e Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.
Guilherme Alonço
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *