Norman Ganz Sanchez
Por Norman Ganz Sanchez

Gestão de Mudanças – Parte 01

Recentemente, a população brasileira está passando por um processo de mudança de governo, face a uma série de ocorrências que não vamos mencionar, detalhar nem defender. O mais importante, é tentar buscar neste processo, fatos relevantes que afetariam aos brasileiros e que poderia nos servir de exemplo para compreender melhor o conceito de mudança, as […]


Recentemente, a população brasileira está passando por um processo de mudança de governo, face a uma série de ocorrências que não vamos mencionar, detalhar nem defender.

O mais importante, é tentar buscar neste processo, fatos relevantes que afetariam aos brasileiros e que poderia nos servir de exemplo para compreender melhor o conceito de mudança, as resistências que nos são colocadas, como desenvolver uma estratégia eficiente para que as mudanças ocorram de forma não traumática.

Se extrapolarmos o processo político nacional, podemos citar outras ocorrências de mudança às quais já participamos direta ou indiretamente: mudança de escola, mudança de cidade, mudança de país, mudança de emprego, mudança de cargo, mudança de rotina no trabalho, mudança de padrão de vida, mudança radical de estilo de vida. Tenho certeza de que, em algum destes casos, a grande maioria dos leitores já teve a oportunidade de experimentar e vai se identificar com uma destas situações.

Recentemente estou passando por um momento pessoal que envolve mudança radical de estilo de vida. Depois de 22 anos trabalhando com consultoria empresarial, especializado em gestão de vendas, marketing, pós venda, recursos humanos e qualidade para as indústrias química, petroquímica, automobilística, reforma de pneus e metalúrgica estou me preparando para seguir a vida como “sitiante”, promovendo uma análise de viabilidade, estruturação e desenvolvimento das culturas de frutas vermelhas para o meu sítio localizado na cidade de Urubici, na Serra Catarinense.

Sob estes aspectos, optei por escrever este artigo, tentando repassar para os nossos leitores, etapas que precisam ser planejadas, executadas e vencidas para que este processo de mudança seja completo. A este controle, por completo, daremos o nome de Gestão do Processo de Mudança que estará mais detalhado a partir dos próximos slides.

É importante reforçar que ninguém, em sã consciência (assim esperamos), opta por um processo de mudança para se dar mal. Entretanto a falta de entendimento dos passos, do planejamento correto, da execução fidedigna com aquilo que foi planejado, muitas vezes fazem com que as mudanças sejam traumáticas, aumentando ainda mais as eventuais resistências “normais” quanto a ela.

Antes de explorar o conceito de Gestão do Processo de Mudança propriamente dito, é importante explorar um outro conceito que tive a oportunidade de conhecer, quando da realização de trabalhos que participei junto às empresas automobilísticas.

Este conceito veio dos Estados Unidos, mais precisamente de Harvard, e é conhecido no mundo acadêmico como Conceito dos 7 S’s. Ele trata sobre todos os pontos que precisam ser trabalhados numa empresa, ou na vida pessoal de cada um, para que atinjamos um determinado resultado que esperamos.

O Conceito 7 S’s como conheci está ilustrado a seguir. Seu nome é originário das iniciais de cada uma das palavras, apresentadas nos quadros em destaque que, coincidentemente, iniciam com a letra S no idioma original (inglês).

CONCEITO 7S

Este conceito, a princípio sem nenhuma ligação com o Processo de Gestão de Mudança, é de extrema importância para o mesmo, seja para uma mudança no âmbito empresarial ou para uma mudança no âmbito pessoal. Para quem não o conhece, vale a pena atentar para os seguintes pontos:

  1. A caixa principal e central deste conceito, e que é o nosso ponto de partida, é a Visão Comum. Para que isso ocorra, é fundamental que todos os envolvidos com o processo sejam conhecedores da mudança que acontecerá, estejam unidos, com as mesmas informações, expectantes sobre o que vai acontecer e para onde a Empresa irá chegar. Este alinhamento, também conhecido como processo de comunicação interna, é essencial e deve acontecer antes mesmo de qualquer outra ação relacionada à mudança;
  2. Note que todas as caixas estão interligadas entre si por conectores sólidos (linhas) que simbolizam que todas as caixas apresentadas são importantes durante o Processo de Gestão de Mudança e que, para nenhuma delas, dever-se-á dar maior importância do que em outra. O equilíbrio entre as ações e sua intensidade em cada uma destas caixas é fator fundamental para se atingir o sucesso da mudança;
  3. Entendido os pontos apresentados nos dois tópicos anteriores, é fundamental que se trace uma estratégia de como este processo de mudança será executado, as etapas que serão transpassadas, como se manterá as pessoas unidas, envolvidas e sabedoras do que está acontecendo e que estará por vir. Estas etapas precisam estar numa sequência lógica para que otimize tempo e eventuais frustrações;
  4. É importante avaliar se a estrutura necessária para atingir os resultados esperados está condizente com as necessidades que serão encontradas. Em se tratando de empresa, entende-se por estrutura toda a parte física, de pessoal, material e financeira. No caso de uma mudança de âmbito pessoal, entende-se por estrutura a parte interna do indivíduo (saúde mental, espiritual, aspectos psicológicos) e externa (estrutura financeira, estrutura física);
  5. Outro ponto essencial para um bom Processo de Gestão de Mudança é ter forma de se avaliar o caminho que está sendo percorrido (sistemas). É importante definir metas, processos, indicadores que devem ser alcançados, forma de se avaliar os resultados e fazer uma gestão a vista dos resultados alcançados e os que faltam para chegarmos onde pretendemos;
  6. Pessoas, Habilidades e Estilo: esta é a parte mais importante deste conceito. Diferentemente das 3 etapas anteriores, onde o dinheiro pode pagar para se ter, esta parte é a que fará a diferença entre alcançar e não alcançar os resultados esperados com a mudança. Em se tratando de empresa, devemos ter pessoas na quantidade suficiente e nos devidos postos de trabalho para chegar nos resultados esperados. Estas pessoas devem possuir habilidades e estilo de ação condizentes com o que a empresa pretende apresentar para os seus clientes. Para as mudanças no âmbito pessoal, a importância é a mesma, porém aplicada aos indivíduos que participarão deste processo.

Com base na apresentação do Conceito 7 S’s, vamos agora iniciar a discussão sobre o Processo de Gestão da Mudança propriamente dito.

Novamente, toda e qualquer mudança que se planeja fazer, contrapondo ao que foi dito anteriormente, tem a finalidade de agregar valor à vida e a experiência do indivíduo que a irá promover.

Sob este ponto de vista, é importante que a pessoa que irá promovê-la, esteja confiante de que esta mudança é positiva, que irá agregar valor a ele e_ou a seus pares e, principalmente, que dará certo. É importante acreditar que isso é possível, por mais radical que ela possa parecer. Acreditar na mudança é se ver com ela concluída, mentalizar os passos que passará, planejar as etapas principais, pensar no Conceito dos 7 S’s na estrutura psicológica que necessitará, da estratégia que seguirá, dos pontos de medição e avaliação, do conhecimento que possui a cerca do futuro (pós mudança), antes mesmo de iniciá-lo.

Visualizando-se estes pontos, estamos prontos para iniciar!

Fiz questão de pincelar o Conceito dos 7 S’s neste artigo, antes mesmo de falar sobre as fases do Processo de Gestão da Mudança, para refletirmos que, toda e qualquer mudança antes mesmo de ser comunicada, deve ser pensada por parte da Liderança, planejada minuciosamente e principalmente acreditada sobre a viabilidade da ocorrência. Parece simples e lógico, mas este é um dos principais fatores críticos de insucesso nas “mudanças ocorridas no mundo empresarial e pessoal” e que acabam frustrando os indivíduos e acarretando descréditos em quem pensa executá-las.

Na próxima semana, o assunto continua: https://certificacaoiso.com.br/gestao-de-mudancas-parte-2/

Últimos posts por Norman Ganz Sanchez (exibir todos)