Por

Micro franquia é opção para empreender ou diversificar negócio

A Templum Consultoria Online iniciou este ano o projeto de licenciamento de marca visando crescer e expandir-se pelo Brasil.


Licenciados Templum dão depoimentos sobre seus novos negócios

O Brasil, aponta o diretor-executivo Igor Furniel, é um país com mais de 8 milhões de NAMPEs – nano, micro e pequenas empresas. “Com o licenciamento, contaremos com uma força de vendas em locais que não atingiríamos normalmente. Além disso, na matriz manteremos nossa atenção no desenvolvimento de novos produtos, tecnologia, no atendimento aos clientes e aos licenciados”, explica.

E nós vamos publicar aqui no blog, uma vez por mês, histórias dos licenciados.

Guinada na vida atrás de um sonho

A vida da família Almeida mudou radicalmente quando conheceu a Templum. “Nossa vida mudou. Mudamos de cidade e largamos toda a estrutura que tínhamos em Iguaba (RJ) para nos dedicarmos ao negócio”, diz Elisane Almeida, sócia da 4Tree, licenciada Templum em Rio das Ostras.

Tudo começou com o sonho de Elisane, que é gestora ambiental e imaginava criar uma empresa para toda a família trabalhar.

O projeto era abrir a empresa apenas em 2014. Quando a Templum surgiu, o sonho teve de ser colocado em prática antes. “A empresa nos encantou. Após contato e estudo do negócio, verifiquei que era uma empresa sólida e com uma história”, diz Antônio Almeida, que largou o emprego para se dedicar ao negócio ao lado da esposa.

“A inovação me fez optar pela Templum. É uma empresa avançada e que está a frente das outras”, diz Elisane.

Oportunidade para novos negócios

O mineiro Átilla Ferreira, da região de Contagem (MG), depois de desenvolver carreira na área contábil e passar por uma experiência internacional, decidiu investir na micro franquia de consultoria de serviços da Templum.

Átilla conheceu a Templum quando a empresa da família, a Contabilidade Inconfidência, buscava um parceiro para a implementação da norma ISO 9001. Após conhecer o serviço, Átilla e a Contabilidade Inconfidência ficaram encantados e viram a possibilidade de diversificar o negócio.

“Escolhemos a Templum pelo perfil inovador e moderno. Temos certeza que a parceria vai render muitos frutos para o nosso grupo de empresas”, afirma. Átilla e a Contabilidade Inconfidência são sócios da licenciada Templum em Minas Gerais.

A Inmetra, empresa da capital paulista fundada em 1995, também investiu no licenciamento da Templum para expandir e diversificar os negócios. O foco da Inmetra está na engenharia de segurança do trabalho.

“Vimos uma oportunidade de oferecer um serviço agregado à nossa carteira de clientes, que hoje ultrapassa mil empresas. Tivemos ótimas referências e achamos o modelo de negócio inovador”, afirma Jordão M. Fábrega, sócio-proprietário da empresa.

De colaborador a licenciado

João Henrique Teixeira é um ex-colaborador da Templum que decidiu empreender e investir no licenciamento da Templum. Hoje, ele é sócio da licenciada Templum em Mogi Guaçu (SP).

“Meu sonho sempre foi ter uma franquia da Templum. Quando a empresa abriu esta possibilidade, não tive dúvidas. Já conhecia muito bem os serviços e acredito muito no negócio”, afirma Teixeira.

“O negócio é seguro e tem potencial altíssimo de crescimento. Sabia exatamente o que fazer e confio demais na prestação de serviços da Templum, que sempre buscou a excelência. Isso me deu muita tranquilidade. O risco de não dar certo é baixo. O caminho existe e já foi trilhado”, detalha.

A Templum chega ao Pará

Em Belém do Pará, o trabalho da consultora Silene Sampaio, licenciada Templum desde junho de 2013, vai ser um desafio. “Temos um mercado enorme para desbravar. Nossa expectativa é muito grande. O Pará é enorme e tem um déficit em se tratando de normas de qualidade”, diz.

Silene cita a Vale, a Usina de Belo Monte e o projeto de produção de biodiesel da Petrobras como fatores que deverão alavancar a procura por sistemas de gestão. “As empresas que quiserem ser fornecedoras nestes projetos terão de se adequar a normas internacionais”, afirma.

O licenciamento da Templum

A Templum criou um plano de licenciamento da marca que permite investimento com segurança e ótimo retorno para quem quer abrir o negócio próprio.

A taxa de licenciamento da marca é de R$ 40 mil. A Templum cobra taxa de 40% sobre o faturamento mensal e exige uma estrutura mínima para o negócio de 1 sala comercial, infraestrutura básica, 3 vendedores, 1 assistente comercial e 1 sócio gestor. No modelo de micro franquia da Templum, a matriz faz toda a prestação do serviço.

“No caso da Templum, o empreendedor recebe, ao tornar-se licenciado, treinamentos, ferramentas para gestão, assessoria de comunicação e procedimentos operacionais e administrativos. Além disso, tem o fato de a marca já estar consolidada no mercado e termos clientes espalhados por todo o Brasil”, aponta Igor Furniel, diretor-executivo da empresa.

Ter uma micro franquia é uma excelente opção para empreendedores que buscam o negócio próprio, mas não querem começar uma empresa do zero. “Com um modelo pronto, com processos e plano de negócios, os riscos são menores e a possibilidade de dar certo é muito maior”, aponta Igor Furniel.

Licenciado recebe tecnologia e treinamento

O licenciado Templum recebe um conjunto de sistemas integrados que permite a gestão das oportunidades comerciais (envio de propostas, contratos, comissões etc.) e carteira de clientes. “Tudo pensado para garantir a padronização e evitar erros comuns com a utilização de documentos em editores de textos ou planilhas eletrônicas”, aponta Igor Furniel, diretor-executivo da Templum.

A Templum entrega também um pacote de procedimentos administrativos e operacionais para garantir que todas as unidades seguirão o padrão criado e testado. “Além disso, promovemos treinamentos a todos os colaboradores do licenciado. Dependemos do sucesso de nossas unidades de negócios e não medimos esforços para que isso aconteça”, diz o diretor.

O licenciado conta também com um time de especialistas para a criação de materiais publicitários para mídias digital e impressa.