Skip to main content
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Uma das principais finalidades do Mapeamento dos Processos é criar um desenho sistêmico das atividades de uma organização, de modo a evidenciar quais áreas ou funções participam do processo e se estão ou não agregando valor à empresa como um todo.

Podemos dizer que é uma fotografia do processo, que mostra como e onde se aplica a participação de cada processo dentro de um todo.

O Mapeamento dos Processos é uma ferramenta gerencial utilizada em diversas situações, principalmente quando a direção quer ter uma visão do todo para tomadas de decisões estratégicas, podendo inclusive indicar metas para os processos, de acordo com as atividades que são executadas e sua importância.

Planilha de Mapeamento de Processos Templum

[adrotate banner=”10″]

De modo geral, o Mapeamento dos Processos é utilizado quando se pretende implementar algo novo na empresa, tais como um sistema de gestão, uma proposta para redução de custos ou alocação de mão de obra, entre outros.

Resumindo: o resultado do mapeamento é uma representação gráfica que demonstra o fluxo operacional, a relação entre os diferentes processos e o diagnóstico dos processos e dos negócios. Através dos mapas é possível calcular os custos para cada processo, atividade ou tarefa, bem como o prazo de execução, os responsáveis, o pessoal alocado e o tempo de dedicação de cada recurso e, com isso, estabelecer melhorias.

 

Daniela Albuquerque

Diretora Técnica na Templum Consultoria

  • Valdemir disse:

    Boa tarde Daniela, como vai?
    Primeiramente gostaria de informar que acompanho seu trabalho há muito tempo.
    Você poderia me dar exemplos de saídas e requisitos de saídas em relação ao setor de SGI?
    Agradeço desde já.

    • Daniela Albuquerque disse:

      Olá Valdemir, boa tarde!

      Fico muito feliz em saber que nos acompanha! Espero poder estar o ajudando 🙂

      Sobre a sua pergunta, é muito ampla e difícil porque está confundindo uma série de conceitos (mas não se preocupe, essa confusão é bem normal rs)

      Em primeiro lugar, porque as saídas estão ligadas ao processo em questão e não a um departamento, como foi citado em sua pergunta. Também porque a a saída conforme é um conceito da ISO 9001. Pode reparar que não existe esse requisito na ISO 14001, por exemplo.

      É por isso que vou ficar lhe devendo uma resposta mais conclusiva, mas se quiser nos enviar um mapa de um processo seu, podemos dar algumas dicas, ok?!

      Conte conosco 🙂
      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque