Carolina Carvalho
Por Carolina Carvalho

Webinar – Ação Corretiva na Prática

Recentemente, eu fiz um webinar sobre como fazer uma ação corretiva no dia a dia de uma empresa. Durante a apresentação, diversas pessoas enviaram suas dúvidas, uma melhor do que a outra. Aproveitei todas as perguntas e resolvi fazer este post para esclarecê-las, afinal as respostas podem ajudar a outros.


Caso você não assistiu ao webinar na íntegra, confira a página do evento!

Qual a frequência para definir o que deverá ter na análise de causa e o que não?

A definição deve ser feita logo após a avaliação do problema, normalmente por uma equipe multidisciplinar, que poderá opinar sobre a necessidade ou não da análise de causa.

Normalmente para problemas reincidentes deve ser feita a análise.

Quando deve ser realizada a reunião? Mensalmente ou sempre que há a notificação de Não Conformidade?

A reunião deve ser feita logo após a definição do problema, mas de forma agendada, envolvendo uma equipe multidisciplinar.

Qual a melhor forma para buscar fatos e dados reais para a análise?

A busca pelos fatos e informações sobre o problema são essenciais para condução de uma análise de causa eficaz, e para isto a busca destas informações devem ser em campo, na área.

Como convencer a liderança sobre a questão de lidar com as correções?

Esta definição é estratégica e tem o objetivo de tratar os problemas de vez, ou seja, atuando na causa. Desta forma, com o tempo as pessoas terão mais tempo para pensar em melhorias do que ficar “apagando incêndio”

Quais ferramentas utilizadas para análise de  Causa Raiz?

Para o processo inicial a sugestão é utilizar 5 Por quês e Diagrama de Ishikawa.

Como descrever as necessidades de uma organização, deixando claro que nem tudo deve ser analisado e evitando que as pessoas não deixem de avaliar Não Conformidades importantes?

A metodologia a ser utilizada assim como os critérios para a realização de análise de causa podem ser definidos em um procedimento.

É sempre necessário registrar a abrangência?

No caso de uma avaliação de análise de causa sim, para se necessário agir nos processos que poderiam ter os mesmos problemas. Neste caso acaba-se tendo uma abordagem preventiva.

Ações que dependam de investimento financeiro considerável (e não disponível)… como tratar?

Nestes casos a alta gestã

 

o deve avaliar os riscos e verificar se realmente é possível ou não realizar o investimento, ou se não é possível buscar outra alternativa.

Cadastre-se para o Webinar - Ação Corretiva na Prática

Se você perdeu o webinar e quer assistir e receber o material, cadastre-se gratuitamente no formulário abaixo


Cadastre-se
Carolina Carvalho

Carolina Carvalho

Sou formada em Engenharia de Alimentos e Pós Graduada em Gestão e Controle da Qualidade. Auditora Líder ISO 9001:2008 e ISO 9001:2015, Auditora Líder ISO 14001:2004 e ISO 14001:2015, Auditora Interna OHSAS 18001:2007. Especialista em Black Belt Lean 6 Sigma, com experiência em implementação de projetos de melhoria contínua e TPM. Possuo mais de 12 anos de experiência nas áreas de Sistema de Gestão Integrada, Auditorias de Sistema de Gestão e Melhoria Contínua. Atualmente sou consultora de implementação e manutenção dos sistemas de gestão em diversas áreas, e auditora nas áreas de gestão da qualidade e meio ambiente.
Carolina Carvalho