classificação de resíduos sólidos
Daniela Albuquerque
Por Daniela Albuquerque

Classificação dos resíduos sólidos

Um dos assuntos importantes na implementação da ISO 14001 é a classificação dos resíduos sólidos. Neste post, vamos entender o que diz a norma que trata sobre este assunto e como uma organização pode lidar com este assunto na implementação da ISO 14001.


[Total: 0    Média: 0/5]

Antes de discutirmos como classificar os resíduos sólidos (uma das etapas da implementação da ISO 14001), vamos definir o que são. Conforme a A ABNT NBR 10004 resíduos sólidos são:

“Resíduos nos estados sólido e semi-sólido, que resultam de atividades de origem industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços e de varrição. Ficam incluídos nesta definição os lodos provenientes de sistemas de tratamento de água, aqueles gerados em equipamentos e instalações de controle de poluição, bem como determinados líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou corpos de água, ou exijam para isso soluções técnica e economicamente inviável em face à melhor tecnologia disponível.”

A classificação dos resíduos sólidos

Para classificarmos os resíduos sólidos da sua organização vamos nos embasar na ABNT citada acima. De acordo com a norma o processo de classificação de resíduos envolve:

  • a identificação da origem do processo ou atividade que gerou o resíduo;
  • a identificação de seus constituintes e características do resíduo;
  • a comparação desses constituintes com listagens de resíduos e substâncias cujo impacto à saúde e meio ambiente é conhecido.

A caracterização do resíduo deve ser criteriosa e baseado em laudos de classificação podendo ser baseado exclusivamente na identificação do processo produtivo; laudo de análise química, submetendo resíduos a testes de solubilidade e lixiviação ou ainda outro tipo de análise (cromatografia, absorção atômica, espectrofotometria UV, entre outros) que julgar necessário para melhor identificar os seus componentes.

Precisa fazer a transição para ISO 14001:2015?

Reunimos um arsenal com documentos, treinamentos e materiais exclusivos sobre a ISO 9001:2015. Para acessar, basta preencher corretamente o formulário abaixo!


Precisa

Os resíduos serão classificados em:

Classe I – Resíduos Perigosos

Aqueles que apresentam algumas das características a seguir:

  • periculosidade;
  • inflamabilidade;
  • corrosividade;
  • reatividade;
  • toxicidade;
  • patogenicidade.

Classe IIA – Resíduos Não Perigosos – Não Inertes

São aqueles que não se enquadram na classe I e na classe II-B, podem ter propriedades como biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.

Classe IIB – Resíduos Não Perigosos – Inertes

Quaisquer resíduos que quando amostrados de forma significativa seguindo as devidas normas da ABNT NBR 10007 e ABNT NBR 10006, não tiverem nenhum de seus constituintes solubilizados na água a concentrações superiores ao padrão de potabilidade.

Mãos a obra!

Daniela Albuquerque

Sócia e Especialista Chave em Templum Consultoria
Por ser apaixonada por qualidade e melhoria contínua de negócios e pessoas sou a Sócia Responsável pelo Sucesso do Cliente na Templum por meio de mentoria e treinamento interno das equipes de consultores e atendimento ao cliente e da elaboração de produtos, treinamentos e conteúdos que permitem o fortalecimento das empresas.
Formada em Comunicação Social, MBA em Gestão de Negócios e especialista em Sistemas de Gestão Integrada.
Daniela Albuquerque

Últimos posts por Daniela Albuquerque (exibir todos)