Skip to main content
Tempo de Leitura: 3 minutos
Baixar Formulário - Relatório de Não Conformidade

Não Conformidade: o que é e como tratar?

Não Conformidade é o não atendimento de um requisito, podendo ser do cliente, do produto, estatutário, regulamentário ou da gestão da qualidade.

Quando a organização está diante de uma NC: Quais são os passos? O que devemos fazer? Preciso analisar criticamente? Devo fazer uma análise crítica em todas as situações?

Por esse motivo, a Templum desenvolveu o Formulário Relatório de Não Conformidade, para auxiliar no momento de registrar o não atendimento de um requisito.

Explicação para preenchimento do formulário:

Emitente: nome do colaborador que está abrindo o relatório.

RNC nº: indicar qual é o número da não conformidade, levando em consideração o total da empresa.

Data: qual é a data que a não conformidade está sendo aberta.

Origem: assinalar qual é a origem da não conformidade.

Reincidência: se essa não conformidade já ocorreu anteriormente, colocar Sim, caso contrário e seja a primeira vez que está ocorrendo, preencher com Não.

Tipo: colocar se o apontamento é uma ação corretiva (para não conformidades e pontos de preocupação) ou se é uma oportunidade de melhoria.

Requisito: incluir qual é a norma e o requisito desse apontamento.

Detalhamento da Não Conformidade: descrever qual foi a não conformidade apontada e em Abrangência, incluir quais são os processos relacionados a esse apontamento.

Ação de Correção (Ação Imediata): descrever quais serão as ações para corrigir essa não conformidade e passar a atender o requisito.

Data Impl.: qual será a data limite para realizar cada ação.

Responsável: inserir quem será o responsável por cada ação.

Análise de Causa Raiz (Por que ocorreu a não conformidade?): analisar a causa da não conformidade e assinalar com Sim ou Não cada item, se está relacionado ou não.

Ações Corretivas (Permanentes): descrever quais serão as ações corretivas, ou seja, quais serão as ações para corrigir a causa raiz e evitar que ela venha a ocorrer novamente.

Riscos/Oportunidades: inserir quais são os riscos ou oportunidades atreladas a partir de cada ação descrita.

Data Limite: incluir qual é a data limite para realizar tal ação.

Responsável: inserir quem será o responsável por cada ação.

Documentos a serem revisados: incluir os nomes dos documentos que sofrerão alterações a partir das ações de correção e das ações corretivas.

Revisão Anterior: incluir qual é o número de revisão do documento antes das alterações.

Revisão Atual: incluir qual é o número de revisão do documento após as alterações.

Atualização Controle da Informação Documentada: atualizar no controle da informação documentada e marcar com “x” em Sim.

Acompanhamento da Implementação: esse campo será preenchido automaticamente com as ações corretivas.

Responsável: incluir o nome de quem está responsável por acompanhar cada ação corretiva.

Status: indicar se a ação está OK ou Não OK.

Responsável pela verificação da eficácia: determinar quem é o responsável por verificar a eficácia das ações realizadas para a não conformidade aberta.

Data: data em que a verificação da eficácia ocorreu/ocorrerá.

Resposta ao Cliente/Vizinhança: indicar quem é o responsável por analisar o relatório de não conformidade (exemplo: organismo de certificação).

– Por fim, incluir se a ação foi Eficaz ou Não Eficaz. Caso não seja eficaz, teremos que abrir uma outra não conformidade para corrigir o problema novamente.

Camila Marcocci

Camila Marcocci

Marketing na Templum Consultoria