Skip to main content
Tempo de Leitura: 2 minutos

Você deixaria as portas de sua empresa abertas no meio da noite? Abandonaria uma pasta com documentos bancários e fiscais de sua companhia em uma praça qualquer? Deixaria expostas suas senhas bancárias ao público? Se a segurança física de sua empresa é importante, por que a segurança de dados não está no mesmo patamar? 

Um levantamento realizado pela BluePex Cybersecurity indica que apenas 15% das pequenas e médias empresas (PMEs) se consideram aptas a  aderir às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). O resultado da pesquisa  escancara uma tendência evolutiva na preparação para estar em conformidade com a regulamentação de dados do país.

Na 1ª edição do estudo, realizada em setembro de 2020, apenas 2% das PMEs se consideravam prontas para a LGPD. O percentual subiu para 4% na 2ª edição da pesquisa, divulgada em julho de 2021, o que demonstra uma acentuada preocupação com a segurança. 

O mais recente estudo, feito com 200 gestores de companhias de variados setores, destaca ainda que, apesar de a lei ter sido aprovada em 2018, 15% afirmam não ter nenhuma aderência, enquanto 37% reconhecem ter uma baixa aderência, e 33% consideram que sua conformidade é apenas intermediária.

Até agora uma parcela muito pequena das PMEs se adequou. Quem ainda não se protegeu está sujeito a multas muito pesadas e outras punições. E os prejuízos podem ser ainda maiores, dada a fragilidade dos sistemas: 17% das PMEs sofreram com algum incidente de segurança nos últimos 12 meses e, tendo como base os ataques recentes, esse número deve disparar ainda mais em 2022. 

Correndo atrás da segurança de dados

A adequação à LGPD envolve diversos setores da empresa, sobretudo o departamento de tecnologia. Apesar de a pesquisa apontar que 80% possuem antivírus em seus parques computacionais, 23% adotam as versões gratuitas, o que significa proteção muito reduzida para as necessidades do mercado e da realidade. 20% dos entrevistados, pasme, afirmaram que não possuem nenhum tipo de proteção.

segurança de dadosApoio na transformação para garantir a segurança de dados

Cabe aos gestores das pequenas e médias empresas orquestrarem o processo de transformação de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados, não apenas para escapar das multas, mas, principalmente, para elevar a segurança de seus dados, das informações de seus clientes, para ampliar a credibilidade de sua organização.

Para acelerar a adoção de boas práticas e tecnologia eficiente para evitar incidentes, um bom caminho é ouvir quem entende do assunto. A Templum tem um time de especialistas capazes de acompanhar e orientar cada passo da adequação de sua empresa. Os resultados serão ganhos de qualidade, redução de custos, menos exposição aos riscos, mais eficiência na prestação de seus serviços, mais segurança para você, seus fornecedores e clientes.

Venha conhecer nossas soluções. Não importa o tamanho da sua empresa: temos o produto certo para você!

Lais Assis

Lais Assis

Formada em Administração pela Unicamp e apaixonada por Marketing, trabalho pela conexão entre empresas e pessoas. Acredito na transparência dentro dessa comunicação, no compartilhamento de conteúdo rico e na missão de transformar o mercado para melhor.