Neifer França
Por Neifer França

Acreditação para certificação de sistemas de gestão

A acreditação de um organismo de certificação é um requisito fundamental para avaliação da competência deste serviço. O órgão acreditador avalia os critérios de conformidade de acordo com a norma ISO/IEC 17021 (Avaliação de conformidade – Requisitos para organismos que fornecem auditoria e certificação de sistemas de gestão), atestando assim a competência de seu trabalho. […]


A acreditação de um organismo de certificação é um requisito fundamental para avaliação da competência deste serviço. O órgão acreditador avalia os critérios de conformidade de acordo com a norma ISO/IEC 17021 (Avaliação de conformidade – Requisitos para organismos que fornecem auditoria e certificação de sistemas de gestão), atestando assim a competência de seu trabalho.

Com o crescimento no número de organismos de certificação no Brasil, foi verificado que existem inúmeros selos de acreditação para a certificação de sistemas de gestão, dos quais podemos destacar JAS-ANZ, ANAB, UKAS, CGCRE/INMETRO e RVA.

Era comum um organismo de certificação possuir mais de um selo de acreditação para sistemas de gestão, o que vem mudando desde 2004, quando a IAF (International Accreditation Forum), órgão máximo de acreditação de organismos de certificação mundial, regulamentou o reconhecimento mútuo de seus organismos de acreditação signatários em todo o mundo.

Isso significa que, por exemplo, a acreditação JAS-ANZ é reconhecida no Brasil e em todo mundo, assim como a acreditação da CGCRE/INMETRO é reconhecida na Oceania e em todo mundo.

Tal medida foi necessária para a quebra de barreiras comerciais impostas em alguns mercados.

Portanto, a tendência é que cada vez mais o mercado adote selos de acreditação diferentes, promovendo a globalização na certificação de sistemas de gestão e o fim de exigências infundadas em alguns ramos de atividade.