ISO 9001 na prática
Conrado
Por Conrado

ISO 9001 na prática: 6 coisas essenciais!

A  ISO 9001 certamente é a mais conhecida. Isso porque ela impacta diretamente na Qualidade dos processos e dos produtos. A sua implementação exige muitos esforços das empresas, mas também garante grandes benefícios. Porém, por se tratar de uma ideia, muitas pessoas se sentem perdidas no que concerne à parte prática dela. É por este motivo que agora você conhecerá 6 coisas essenciais sobre a ISO 9001 na prática.


Tempo de Leitura: 3 minutos

A  ISO 9001 certamente é a mais conhecida. Isso porque ela impacta diretamente na Qualidade dos processos e dos produtos. A sua implementação exige muitos esforços das empresas, mas também garante grandes benefícios. Porém, por se tratar de uma ideia, muitas pessoas se sentem perdidas no que concerne à parte prática dela. É por este motivo que agora você conhecerá 6 coisas essenciais sobre a ISO 9001 na prática. Confira:

  1. Diagnóstico Inicial

O diagnóstico inicial na implementação da ISO 9001 é fundamental. Tendo em vista que esse diagnóstico deixará claro quais os pontos fortes da empresa e o que deve passar por mudanças. Assim como ajuda no planejamento das metas e dos objetivos da empresa. 

É essencial saber qual a situação atual para definir como alcançar o objetivo pretendido com a ISO 9001. Sendo que um dos principais propósitos do diagnóstico de gestão da qualidade é identificar qual o próximo passo da sua jornada, quais são as áreas que exigirão mais sua atenção.

Tendo a clareza de onde sua empresa está e onde quer chegar, o diagnóstico é uma ferramenta rápida, simples e ágil para definir quais as próximas ações a serem tomadas

 

Não à toa que o segundo conteúdo da série Simplificando a Gestão é sobre o Diagnóstico de Gestão da Qualidade

  1. Implementar o Sistema de Gestão da Qualidade

O Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma organização é uma ferramenta de gestão organizacional que traz meios e formas de controlar e gerenciar processos e também permite a verificação da eficácia das ações tomadas, com foco na satisfação do cliente e na busca da melhoria contínua dos processos. Saiba mais sobre o que é o SGQ.

O Sistema de Gestão da Qualidade pode ser implementado em qualquer empresa, independentemente do seu tamanho. E para o seu bom funcionamento, é imprescindível definir a equipe responsável pela implementação da ISO 9001 e do escopo do Sistema de Gestão da Qualidade. Assim como é fundamental o comprometimento da Alta Direção.

  1. Mapeamento dos processos

Você já teve aquela sensação de que você fala e as pessoas não estão te ouvindo? Ou teve algum erro que parece insistir em acontecer?

A partir do Sistema de Gestão da Qualidade, é preciso e possível mapear os processos que ocorrem na empresa. Assim, a partir desse mapeamento fica muito mais fácil e claro compreender como, quando, onde e por que alguma ação corretiva ou preventiva é necessária para que não ocorram tais erros. 

Quando os processos de uma empresa estão claros a todos que fazem parte dela, o todo da empresa se torna muito mais eficaz e eficiente. Porque as pessoas compreendem seu papel no todo, facilitando a comunicação entre si também.

Veja como mapear processos utilizando a tartaruga turbinada da Templum!

ISO 9001 na prática

  1. Captar, analisar e documentar as informações e os resultados

Depois de mapear os processos, é preciso ajustá-los de acordo com os resultados e as informações obtidos. Assim como realizar auditoria interna. Tudo isso para que a empresa esteja de acordo com os requisitos da ISO 9001.

Mas também para que tenha-se certeza de que o Sistema de Gestão foi bem implementado e está dando os melhores resultados possíveis. Afinal, se algo ainda precisar de alterações para que a empresa atinja seu potencial, é preferível realizar essas ações antes da auditoria do órgão certificador.

Porém, a parte da documentação também é muito importante para que os processos se tornem mais eficazes. Tendo em vista que com a documentação feita, os trabalhadores não precisam repetir erros antigos, já que a empresa aprendeu com o erro e o documentou com as ações preventivas e/ou corretivas para ele.

  1. Melhoria Contínua

A melhoria contínua pode ser aplicada em qualquer tipo de projeto, desde os mais simples até os mais complexos. Geralmente, é usada a metodologia PDCA (plan-do-check-act. Em português: planejar, fazer, checar, agir) e ferramentas de ação preventiva e corretiva. Tudo isso para que a empresa consiga atingir suas metas com mais eficiência. 

A transformação proposta pela ISO 9001 não deve acabar quando se obtém a certificação. Mas ela deve ser contínua para que a empresa 

A implementação da ISO 9001 faz com que mudanças para melhorias aconteçam em qualquer empresa. Com o processo dissecado, é possível encontrar falhas, propor melhorias e evitar desperdícios e retrabalho. Entenda o processo de melhorias e confira um exemplo prático da ISO 9001 e a melhoria contínua.

  1. O papel da liderança na ISO 9001

Mais acima você viu que o comprometimento da Alta Direção na implementação do SGQ é fundamental. Tendo em vista que a ISO 9001 trata também da gestão, as lideranças possuem papéis muito significativos na sua implementação e na melhoria contínua das empresas.

É por isso que as lideranças interessadas na ISO 9001 devem ser um ótimo exemplo para os demais funcionários da empresa. 

 

Saiba mais sobre a ISO 9001 na Universidade Templum! Clique aqui e conheça o curso  sobre Entendimento Prático da ISO 9001.