tiago
Por tiago

Você utiliza o PDCA para votar nas eleições municipais?

[Total: 0    Média: 0/5] Acabamos de passar por eleições municipais, mas existe relação entre isso e a qualidade? Acredito que sim, uma vez que podemos rodar a cada 4 anos o PDCA do nosso voto. Confesso que não gosto do período de eleições, é truculento, barulhento, suja a cidade, a poluição sonora e visual […]


[Total: 0    Média: 0/5]

Acabamos de passar por eleições municipais, mas existe relação entre isso e a qualidade? Acredito que sim, uma vez que podemos rodar a cada 4 anos o PDCA do nosso voto.

Confesso que não gosto do período de eleições, é truculento, barulhento, suja a cidade, a poluição sonora e visual aumenta consideravelmente, mas é um evento da democracia, e deve ser tratado com muito critério pelo cidadão. Não vamos aqui discutir a qualidade do político que temos, e sim como podemos melhorar o nosso cenário político.

Já apresentamos o PDCA em outro post, agora vamos visualizar como ele pode se encaixar no processo de escolher um prefeito que vai comandar a cidade por 4 anos.

Plan (Planejar)

Outro dia em casa vi minha esposa levantando os dados dos candidatos a prefeito da cidade onde moramos, ela viu a declaração de renda de cada um, observou que alguns declaravam um imóvel com valor de 70mil, quando sabemos que deve valer no mínimo 5x esse valor.

O que isso tem haver com “Planejar”? Tudo! A primeira etapa de um planejamento é o levantamento, recolher todos os dados que puder, e destes dados gerar alguma informação que apoie na sua tomada de decisão.

Não é um processo simples, é difícil saber quando alguém fala a verdade, mas as propostas, dados do candidato, alianças (passadas e atuais), feitos em outra gestão, dizem muito sobre ele.

Do (Executar)

É a hora do voto, talvez um pouco antes, quando conversamos com nossos amigos, perguntando e debatendo em quem votar. Não é brigar por política, é obter informações diferentes, e passar a informação que temos. Mas com certeza, o voto é o evento da execução nesse caso.

Check (Verificar)

Depois do candidato escolhido, vem a etapa onde devemos verificar o que é feito. O candidato que ganhou aqui, como todos os outros, tinha um  “jornal” com suas propostas, guardamos uma cópia, e agora, teremos que acompanhar, juntamente com o que ele não se propôs a fazer mas que vai executar durante os 4 anos de governo.

 Act  (Atuar ou agir)

Em quatro anos, teremos nova eleição, e esse será o momento de atuar, verificar se  o controle executado mostrou que o trabalho foi bem feito, e esse candidato, que foi prefeito por 4 anos, deve continuar. Se o trabalho foi ruim, só nos resta tentar outro candidato. Se foi bom, e vale a pena dar mais 4 anos, vale debatermos com nossos amigos incentivando a permanência dele, e sugerindo as mudanças necessárias.

Fiz questão de apresentar esse tópico, porque realmente acredito que a qualidade está inserida na vida das pessoas, e que o PDCA pode ajudar inclusive a melhorar a qualidade do voto do cidadão.

Mas não é tarde ?

Não, a eleição já passou (para as cidades com apenas o primeiro turno), mas a fase de planejamento é a que leva mais tempo, passe os próximos 4 anos, observando prefeito e vereadores, comportamentos, notícias, atitudes e principalmente, a conduta perante os problemas e desafios da sua cidade.

Planeje escolhendo seu candidato, execute votando discutindo com seus pares as eleições, verifique se as promessas estão sendo cumpridas e o trabalho executado. E se a coisa não caminhar como esperado, atue e mude de acordo com um novo planejamento.

Seja um cidadão de qualidade, comece executando o PDCA para votar.

Autor: Jeison Arenhart De Bastiani