Qualidade, Higiene e Segurança dos Alimentos
Conrado
Por Conrado

Qualidade, Higiene e Segurança dos Alimentos

Como você já deve saber, os alimentos podem ser facilmente contaminados por agentes biológicos, físicos ou químicos quando não seguem os padrões de qualidade na sua produção. Essas contaminações podem ser muito graves à saúde humana. E ocorrem, na maior parte das vezes, por erros ou ineficácia nos processos. Sendo que esses erros influenciam diretamente na qualidade do produto final. Além, claro, de ser uma falha no sistema de segurança dos alimentos. É por isso que falar de qualidade, higiene e segurança dos alimentos é tão importante. 


Tempo de Leitura: 4 minutos

Como você já deve saber, os alimentos podem ser facilmente contaminados por agentes biológicos, físicos ou químicos quando não seguem os padrões de qualidade na sua produção. Essas contaminações podem ser muito graves à saúde humana. E ocorrem, na maior parte das vezes, por erros ou ineficácia nos processos. Sendo que esses erros influenciam diretamente na qualidade do produto final. Além, claro, de ser uma falha no sistema de segurança dos alimentos. É por isso que falar de qualidade, higiene e segurança dos alimentos é tão importante. 

Riscos relacionados à Qualidade, Higiene e Segurança dos Alimentos

Qualquer uma das contaminações abaixo pode significar um perigo alimentar. Em caso de contaminante biológicos os sintomas devem ser avaliados por um médico e, segundo o Ministério da Saúde, existem mais de 250 tipos de doenças transmitidas por alimentos. Mas é possível prevenir, na produção, quando se tem o conhecimento dos fatores causadores dessas doenças. Veja: 

A partir de Contaminações Físicas

A contaminação física geralmente acontece por objetos que não deveriam estar presentes no alimento. Sendo que há o risco adicional de que esses objetos também podem conter riscos de contaminação biológica.

A partir de Contaminações Químicas

As contaminações químicas são conhecidas pelos agentes químicos naturais ou artificiais. Isso se dá pela presença de corantes, metais pesados, inseticidas e até por aditivos não autorizados. Por isso, é preciso ter total certeza dos químicos presentes tanto no ambiente de produção e manipulação dos alimentos, quanto dos que são utilizados na produção.

A partir de Contaminações Biológicas

As contaminações biológicas geralmente são de origem de humanos, outros animais e/ou insetos. São provocadas por microorganismos e as substâncias produzidas por eles, geralmente quando em contato com o alimento.

Como garantir a Qualidade, Higiene e Segurança dos Alimentos?

A primeira coisa a se fazer depois de um diagnóstico para identificação dos possíveis riscos é a capacitação dos trabalhadores. Isso porque a falta de conhecimento sobre a importância da qualidade e higiene na segurança dos alimentos pode ser extremamente prejudicial ao processo todo. Assim, a capacitação dos trabalhadores envolvidos em toda e qualquer etapa relacionada à produção, ao armazenamento e/ou à entrega de alimentos é fundamental na eliminação dos possíveis riscos à segurança dos alimentos. Depois da capacitação dos trabalhadores, é preciso implementar boas práticas de higiene e cuidados nos trabalhos de manipulação dos alimentos. E, para melhores resultados, implementar programas de segurança dos alimentos pode ser de grande valia. Então saiba o que é o Global Markets Programme.

Boas práticas de higiene e cuidados na manipulação dos alimentos

Estas são essenciais para que a segurança dos alimentos seja garantida. Assim, veja

Boas Práticas de Fabricação e a Legislação Brasileira e se quiser saber ainda mais, veja também o que é o HACCP e como ele pode te ajudar. 

Lavagem das mãos

A recomendação da Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) é que se lave as mãos da seguinte maneira:

  1. Molhe as mãos com água, evitando encostar na pia;
  2. Espalhe o sabonete por toda a superfície das mãos;
  3. Ensaboe as palmas das mãos friccionando-as entre si;
  4. Esfregue a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda, entrelaçando os dedos;
  5. Repita o processo anterior com a mão esquerda contra o dorso da mão direita;
  6. Entrelace os dedos e friccione os espaços entre eles, lavando o dorso dos dedos;
  7. Lave o polegar da mão direita com auxílio da mão esquerda e vice-versa;
  8.   Lave debaixo das unhas: friccione as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita em formato de concha, e depois repita o processo com a outra mão. Sempre com movimentos circulares;
  9.   Esfregue o punho direito com o auxílio da mão esquerda fazendo movimentos circulares. Depois repita o processo com a outra mão;
  10. Enxágue as mãos, retirando de sabonete, evitando o contato direto das mãos ensaboadas com a torneira;
  11. Por fim, seque as mãos com papel-toalha descartável.

Qualidade, Higiene e Segurança dos Alimentos

A higiene corporal merece uma grande atenção para quem trabalha com empresas do ramo alimentício. Porém, as mãos têm uma atenção especial ainda maior. Isso porque elas estão constantemente em contato com os produtos. Ainda que seja mais aconselhado o uso de luvas descartáveis sempre que for preciso manipular os alimentos, a higienização das mãos e indispensável. Lembrando que a higiene das unhas também é obrigatória. Ou seja, as unhas devem estar sempre cortadas, limpas e sem esmalte.

Uso de acessórios

O uso de acessórios como anéis, pulseiras e colares deve ser evitado ao máximo. Pois esses acessórios podem conter e deslocar contaminações. Assim, colocando em risco a higiene e a segurança dos alimentos.

Barba, cabelo e bigode

Cabelos devem estar sempre presos e protegidos por toucas e/ou redes. Ainda que curtos e bem aparados, devem estar protegidos por algum desses equipamentos. Já barba e bigode são recomendados que sejam raspados ou aparados com frequência e também protegidos por algum equipamento a fim de evitar contaminação nos produtos. Sendo que é necessário evitar ao máximo colocar a mão no cabelo, na barba e/ou no bigode com as mãos já higienizadas.

Funcionário doente?

Sempre que um funcionário estiver doente, ele deve ser afastado das atividades de manipulação dos alimentos. Assim é possível evitar uma contaminação grave por agentes biológicos. Também é necessário tomar cuidado para não tossir, espirrar ou falar nos ambientes de manipulação dos alimentos.

Uniformes

Assim como a higienização corporal é fundamental, os uniformes devem estar sempre limpos. Eles devem ser bem fechados (incluindo os sapatos) a fim de evitar acidentes de trabalho e diminuir o risco de contaminações.

 

[Post] Segurança dos alimentos: Confira o que é Global Markets Programme?

 

Ficou interessado em saber como está a segurança dos alimentos que você produz? Faça o diagnóstico gratuito clicando aqui e descubra como a Templum pode lhe ajudar!

Conrado

Conrado Arduini em Templum Consultoria
Conrado