saúde dos trabalhadores
Letícia Barrantes
Por Letícia Barrantes

Saúde dos trabalhadores: Você sabia que a pandemia do coronavírus está diretamente ligada à sua certificação ISO 45001?

Segundo a ISO 45001:2018 “Uma organização é responsável pela saúde e segurança ocupacional dos trabalhadores e outros que podem ser afetados por suas atividades. Esta responsabilidade inclui promover e proteger sua saúde física e mental.”


Tempo de Leitura: 3 minutos

Segundo a ISO 45001:2018 “Uma organização é responsável pela saúde e segurança ocupacional dos trabalhadores e outros que podem ser afetados por suas atividades. Esta responsabilidade inclui promover e proteger sua saúde física e mental.”

Isso quer dizer que uma empresa que implementa um Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional (SSO), tem a responsabilidade de garantir a integridade dos seus colaboradores. E isso em qualquer contexto de mercado!

Olhando agora para o contexto atual, onde o mundo está se transformando devido a pandemia do COVID-19, essas mesmas empresas tem um papel fundamental na promoção da saúde tanto dos seus colaboradores quanto da comunidade envolvida.

Isso porque as ações tomadas devem ser comunicadas a todo o público interno promovendo sua consulta e participação, o que acarreta a conscientização sobre a importância das medidas implantadas na empresa serem tomadas de maneira semelhante em suas famílias, residências e nas relações sociais.

As medidas na operação mais comuns com foco em SSO (Saúde e Segurança Ocupacional dos trabalhadores) nas empresas tem sido:

  • Garantir isolamento por meio de trabalho home office sempre que possível
  • Substituir atendimentos presenciais a clientes por atendimentos online
  • Aferir a temperatura com frequência dos que precisam trabalhar presencialmente
  • Lavar as mãos e usar álcool 70% sempre
  • Promover maior ventilação natural nos locais

Medidas de gestão de processos:

  • Mapear fornecedores que tenham garantido ao menos parte da operação fornecida
  • Alterar a programação de férias para enxugar o efetivo na operação
  • Aumentar estoque de matérias-primas indispensáveis
  • Negociar contas e dívidas
  • Postergar impostos
  • Quantificar a redução de gastos com infraestrutura devido home office

E quanto as medidas de gestão de saúde e segurança dos trabalhadores?

O Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo, emitiu uma portaria de medidas temporárias e emergenciais para prevenção do contágio pelo COVID-19. Está relacionada à emissão do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento necessário para a regularização das edificações e áreas de risco. Segundo esta portaria:

  • Está suspensa até 31 de julho de 2020, a exigência de Brigada de Incêndio nos processos de regularização das edificações e áreas de risco;
  • Está suspensa até 31 de julho de 2020, o atendimento técnico presencial pelos bombeiros da polícia militar do Estado de São Paulo aos proprietários e responsáveis pelas edificações;
  • Será estendida até o dia 31 de julho a validade das licenças emitidas pelo Corpo de Bombeiros (AVCB, CLCB e TAACB) que tiverem a validade expirada no período compreendido entre 01 de março e 31 de julho de 2020;
  • O agendamento de atendimento técnico presencial no sistema Via Fácil Bombeiros foi substituído por plataforma de videoconferência para atendimento.

Fique de olho em outras medidas emergenciais que ainda venham a ser tomadas na sua região de atuação!

Ainda sobre medidas de gestão de SSO, no Plano de Atendimento a Emergência (PAE) você já implementou os procedimentos e instruções sobre o que fazer em casos de acidentes de grandes proporções. Dentre as informações reunidas neste plano, estão os contatos de emergência a serem acionados em casos de incêndios, explosões, lesões ou mortes e também o mapeamento dos estabelecimentos de atendimento a saúde mais próximos.

Sugerimos aqui que você utilize essa ferramenta de Gestão de SSO com foco no contexto atual criando uma Instrução de Emergência COVID-19 para compor o seu PAE.

Como?

  • Investigue semanalmente a situação dos leitos nos hospitais mapeados no seu PAE;
  • Mapeie hospitais alternativos com base na lotação dos hospitais investigados;
  • Revise a instrução semanalmente, se necessário, com base nessas informações;
  • Componha uma explicação detalhada dos sintomas que devem ser investigados no caso de suspeita de contaminação do COVID-19;
  • Detalhe também as medidas a serem tomadas nesses casos;
  • Por fim, faça um treinamento e dê acesso para todos a este documento.

Falaremos de mais relações da pandemia COVID-19 para sua certificação nas próximas edições.

A Templum se coloca a total disposição para empresas que não saibam como lidar com esta crise.

Letícia Barrantes

Consultora em Templum Consultoria
Formada em Engenharia Ambiental, é especialista nas normas ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001, atuando como consultora nas normas individuais, assim como no SGI. É auditora líder dos Sistemas de Gestão Integrados, Mestre em Avaliação do Ciclo de Vida, Pós Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho em andamento.
Letícia Barrantes