Skip to main content
Tempo de Leitura: 3 minutos

Como o transporte de químicos tem sido fundamental nesse momento caótico de pandemia

Diante de toda situação que o mundo está vivendo, devido a inúmeros casos do novo coronavírus (COVID-19), infelizmente, tem gerado mundialmente ações emergenciais para conter a proliferação e contaminação. Temos acompanhado de perto esse desenvolvimento.

E, em relação aos transportes de cargas, que mobilizam e movimentam o país?

É num momento como este que percebemos a importância no preparo de uma transportadora de químicos e sobre sua grande influência em atuar, garantindo segurança e qualidade operacional a todos os envolvidos neste processo. A coleta e entrega de cargas depende de “N” fatores operacionais, estudos e análise de riscos de rota, análises preliminares de risco ao qual os produtos químicos estão envolvidos, equipamentos de proteção individual e controles operacionais que garantem a eliminação ou minimização dos aspectos e impactos ambientais. Tudo isto, é o mínimo para garantir que a carga perigosa chegue em segurança, sem qualquer dano ou contaminação ao seu destino final.

E você deve estar se perguntando, o que o transporte de químicos tem a ver com essa pandemia? Tudo!! Vejamos.

Muitos dos insumos alimentícios que são produzidos por aí, tem substâncias químicas? E o combustível que nos move? São altamente inflamáveis. E o sabão e o álcool em gel que tantos de nós precisamos para auxiliar na higienização de nossas mãos? E os gases que são utilizados em hospitais para garantir o oxigênio aos inúmeros pacientes altamente dependentes em unidades intensivas superlotadas? Sim! São produtos que exigem um cuidado ao manusear e transportar, exigem licenças e certificados do exército, federal, polícia civil, IBAMA, entre outros órgãos regulamentadores, e também a capacitação dos motoristas, e alguns cuidados com os equipamentos para que estejam preparados para manuseio. Principalmente, em situações emergenciais, como um acidente por exemplo! Mas, já estamos tendo que lidar com esta pandemia, outra hora falamos sobre acidentes com químicos. Deixemos esse assunto pra outra hora!

Podemos então, compartilhar qual o papel das transportadoras aptas para atuar nesse momento com o transporte de químicos. Afinal, as transportadoras que possuem o selo SASSMAQ (Sistema de Avaliação de Saúde, Segurança, Meio Ambiente e Qualidade) estão melhores preparadas em todo seu sistema de Gestão para atuar de forma a atender a demanda, pois visa capacitar constantemente seus motoristas e avaliar constantemente seus processos, garantindo melhorias que impactam diretamente na qualidade de seus atendimentos.

Diante da atual situação vivenciada nestes últimos dias, alguns profissionais incansavelmente tem trabalhado em meio a esta situação, enfrentado grandes riscos a sua saúde, sem medir esforços, como temos acompanhado através das mídias. Dentre elas, a área da saúde: a equipe de enfermeiros e médicos e toda equipe médica, na área da segurança: policiais e bombeiros, assim também não podemos deixar de mencionar a área do transporte: nossos heróis urbanos, ou carreteiros, profissões consideradas vitais neste processo, dando suporte as partes interessadas, contribuindo cada qual com sua habilidade e especialização, dando o devido suporte a população.

E para que nossos heróis urbanos, continuem a exercer suas atividades, as transportadoras têm um papel fundamental de orientar, conscientizar constantemente seus motoristas sobre uma adequada higienização das mãos e veículo (volante, painel câmbio e maçanetas), evitar contato com pessoas ao cumprimenta-las, evitar aglomeração de pessoas, tomar cuidado ao utilizar banheiros de postos e locais públicos, retirar e higienizar os calçados ao voltar ao caminhão, não compartilhar copos e talheres, nem o chimarrão! Além do mais, é importante informar os sintomas do coronavírus e de que caso tenha febre, tosse e dificuldade, deve imediatamente ligar para a emergência local.

Esses cuidados e hábitos são fundamentais para o sucesso da operação, minimizando qualquer forma de propagação e contaminação, afinal, nossos heróis urbanos “não param”!

Quer saber mais sobre o SASSMAQ? Fale com um especialista!

Adriana Sousa

Adriana Sousa

Pedagoga, pós-graduada MBA Gestão da Qualidade, vasta experiência em transporte de produtos químicos, auditora interna e consultora SASSMAQ, ISO 9001, ISO 14001 e ISO 45001.