Guilherme Alonço
Por Guilherme Alonço

A sua certificação depende da sua decisão

Todos os dias profissionais de diferentes empresas nos procuram para implementar algum tipo de sistema de gestão (ISO 9001, ISO 14001, ISO 45001, PBQP-H, SASSMAQ e etc). Porém, a maioria esbarra no momento de decidir se irá ou não dar inicio ao projeto.


As necessidades de implementação são diferentes. Em linhas gerais, temos dois grupos de necessidades que gostaria de comentar: melhoria e exigência.

O primeiro grupo, melhoria…  

Os que fazem parte deste grupo afirmam que a certificação é uma das formas que ele vislumbrou para levar sua empresa para o próximo nível de excelência estratégica e operacional.

Geralmente, esses profissionais são motivados por colegas de outras empresas que disseram o quanto o sistema implementado trouxe benefícios para gestão do seu negócio.

A conversa gira em torno de como otimizar os processos, como medir a satisfação do cliente, como criar um ambiente propício para inovação e melhoria contínua, padronização, planejamento para alcançar os objetivos estratégicos, táticos e operacionais.

Os gestores com poder de decisão entendem que a certificação trará ganhos de visibilidade de mercado, porém seu foco é como eu posso ter ganhos operacionais para melhorar o meu nível de serviço e entrega ao cliente.

O segundo grupo, exigência…

Neste grupo existem os gestores que foram impulsionados a buscarem a certificação para atender algum cliente, banco, legislação ou licitação.

Neste cenário, a vontade de fazer acontecer e a experiência da conclusão do projeto em pouco tempo é muito grande. Com muito engajamento e dedicação é possível conseguir este objetivo em curto prazo. Já conseguimos implementar o PBQP-H em nossos clientes com 45 dias.

Os empreendedores deste segmento enxergam uma oportunidade de abertura de novos mercados devido a conquista da certificação. Por isso, a agilidade no processo é tão importante.

Não existe certo e errado!

O primeiro comportamento quando classificamos tipos de grupos é sempre levantar pontos, como: vantagem/desvantagem, certo/errado e entre outras dicotomias.

A questão é que não existe o melhor ou pior.

Por exemplo, já tivemos pessoas do primeiro grupo que chegaram motivadas e decididas a melhorar a empresa, mas com o passar do tempo não levaram o projeto de certificação adiante.

Assim como já nos deparamos com os que diziam que existia uma grande oportunidade de mercado e que o certificado era uma condição “sine qua non”. Entretanto, ficaram procrastinando o início do projeto e viram os clientes escolhendo o concorrente ao invés de você.

Independente da motivação, é melhoria interna da empresa e aproveitar as oportunidades de mercado trará ganhos reais para a organização como um todo.

Números importantes!

A CEBR, instituto de pesquisa de mercado de Londres, desenvolveu um estudo com 120 profissionais diferentes para saber as impressões sobre a implementação de programas de qualidade e sistemas de gestão.

Veja o que eles descobriram:

  • Em média, os custos foram reduzidos em 4,8%;
  • Mais de 93% concordaram que a gestão da qualidade é um fator importante de sucesso;
  • 95% concordaram que o gerenciamento da qualidade contribui fortemente para a retenção e satisfação do cliente;
  • Outros 83% concordaram que sem a gestão da qualidade, eles não poderiam justificar seus preços para os clientes;
  • 66% concordaram que as conseqüências negativas do não cumprimento das metas de gestão da qualidade serão mais graves no futuro;
  • 37% concordaram que suas organizações aumentariam o investimento em sistemas de gestão no futuro.

Além disso, constatou-se que $1 gasto em um programa de gerenciamento de qualidade, gera aproximadamente:

  • US$ 6 em receita;
  • US$ 16 em redução de custos;
  • US$ 3 em lucro.

Tantos os dados quantitativos como qualitativos comprovam a eficácia que um sistema de gestão implementado pode trazer para sua empresa.

Lembre-se, o processo de implementação começa de dentro para fora.

Sempre os primeiros passos são direcionados para organização dos processos internos, os objetivos da organização e toda formulação estratégica e posicionamento da empresa.

Consequentemente, as melhorias promovidas durante o projeto de certificação transmitem para o mercado uma mensagem de que a sua empresa está se adequando ao que tem de melhor no mercado quanto às boas práticas de gestão.

Com isso, não é mais necessário temer aquele seu concorrente certificado e que possivelmente seria escolhido pelo seu cliente ao invés de você.

Poder de decisão e capacidade de aproveitar a oportunidade!

A capacidade de aproveitar oportunidades existentes no mercado está diretamente ligado às decisões que são tomadas ao longo do tempo.

Todo gestor que tem o poder de decisão precisa escolher diariamente as melhores opções para o sucesso do seu negócio.

Neste leque de escolhas, temos: questões financeiras, estratégicas, operacionais, de projetos, de recursos humanos, enfim a lista é enorme. Cada escolha feita hoje reflete os rumos de amanhã. A opção pela certificação é algo que não pode ser ignorado.

Se você chegou até esta altura do texto, pode ser que ainda tenha algumas dúvidas quanto a implementação ou não do sistema ou programa desejado.

Sei exatamente o que envolve iniciar um projeto grandioso como este, mas convido você a refletir sobre os benefícios que sua empresa terá.

Para finalizar, não acumule questionamento. Nós aqui da Templum já ajudamos mais de 1000 empresas a tocarem este projeto crucial para o sucesso. Conte conosco.

 

Guilherme Alonço

Guilherme Alonço

Um bom conteúdo pode transformar uma empresa! Conteudista da Templum Consultoria e apaixonado por assuntos e notícias que englobam o mundo dos negócios, ajudo empresas a alcançarem seu potencial máximo e enxergarem as melhores oportunidades.
Guilherme Alonço

Últimos posts por Guilherme Alonço (exibir todos)