Guilherme Kiellander
Por Guilherme Kiellander

Empreendedorismo: por necessidade ou oportunidade?

Se analisarmos o perfil comportamental dos empresários brasileiros, percebemos que existem características peculiares e atitudes que evidenciam em qual perfil cada um se enquadra (desbravador, empolgado, provedor, apaixonado, antenado, independente, arrojado, pragmático, lutador). Analisando sob o foco de como as empresas foram fundadas, podemos distinguir os empreendedores em dois grupos: os empreendedores por oportunidade e […]


Se analisarmos o perfil comportamental dos empresários brasileiros, percebemos que existem características peculiares e atitudes que evidenciam em qual perfil cada um se enquadra (desbravador, empolgado, provedor, apaixonado, antenado, independente, arrojado, pragmático, lutador).

Analisando sob o foco de como as empresas foram fundadas, podemos distinguir os empreendedores em dois grupos: os empreendedores por oportunidade e os empreendedores por necessidade.

Os empreendedores por oportunidade são aquelas pessoas que possuem olhos de lince, que buscam constantemente independência e autonomia diante da vida e nas tomadas de decisões empresariais. Os empreendedores por necessidade, por sua vez, são aqueles que por alguma dificuldade (desemprego, conflito de valores, problemas de saúde, entre outros motivos) não conseguiram permanecer no mercado de trabalho como colaboradores de outras organizações e se viram na obrigação de gerar renda para o seu sustento.

Independente de qual grupo você se enquadre e em qual mercado atua, os desafios são similares e os cenários mercadológicos também possuem muitas características convergentes.

As empresas bem sucedidas já descobriram que o uso efetivo de sistemas de gestão empresarial e de ferramentas administrativas são impreteríveis para o sucesso do negócio.

Dentre todas as ferramentas, uma que ganha destaque na alavancagem dos negócios é o Planejamento Estratégico, que visa trazer maior segurança frente às variáveis e oscilações de mercado, além de aumentar o engajamento de toda a equipe de colaboradores. Como consequência, há um aumento no desempenho e performance de todas as áreas da empresa, maior eficiência e eficácia no alcance das metas almejadas e, naturalmente, um aumento do lucro da empresa.

Lembre-se sempre de utilizar métodos adequados para o seu negócio e que tragam ganhos efetivos para a sua organização. Sucesso!