Daniela Albuquerque
Por Daniela Albuquerque

Formando equipes de alto desempenho

Estamos vivendo em uma época de transformações. O intercâmbio de ideias, sentimentos e informações entre as pessoas, junto com a utilização da tecnologia, traz um pensamento em comum: vencer a batalha contra o tempo e contra o espaço.


Hoje os meios de comunicação são instrumentos que difundem mensagens instantaneamente a todos os indivíduos, fazendo com que a sociedade mude a todo o momento. Esse cenário faz com que surja a necessidade da criação de novas habilidades para se trabalhar com esse mercado em mutação.

Essas habilidades devem somar-se a de outros indivíduos que, de forma conjunta, irão desempenhar um papel fundamental dentro das organizações: interpretar modelos estratégicos para cada cenário que surge dentro de nossa sociedade.

Administrar capital humano hoje é a grande chave do mundo empresarial. Todos percebemos que somente com pessoas competentes e com equipes bem estruturadas poderemos enfrentar essas mudanças e sermos competitivos dentro do mercado.

E é nesse cenário que entram em foco as equipes de alto desempenho, cujo objetivo é diferente de pessoas que compõem um departamento.

As equipes focadas em performance possuem alto grau de interdependência dos componentes e são direcionadas para a realização de uma meta ou tarefa. As pessoas concordam sobre uma meta e concordam que a única maneira de atingi-la é trabalhar em conjunto.

A equipe de trabalho gera uma sinergia positiva; ou seja, o nível de desempenho é maior que a soma dos esforços individuais, o que possibilita o desenvolvimento de tarefas que não poderiam ser feitas isoladamente.

A diversidade de recursos humanos possibilita o desempenho de tarefas complexas com segurança e com mais chances de sucesso.

Mas assim como falamos anteriormente, não é uma tarefa fácil, justamente pelo fato de mudarmos a nossa forma de olhar para a empresa e isso não é feito do dia para a noite e exige grande firmeza, senso de propósito e coragem do gestor no processo de seleção dos membros da equipe.

Etapas a criação de uma equipe de alto desempenho

Teóricos falam em 4 etapas para a criação de uma equipe de alto desempenho:

  1. Formação. Caracterizada pela elevada desconfiança entre os membros, grau de comunicação quase nulo e ausência de senso de propósito.
  2. Tumulto. No qual os membros começam a se conhecer e a criar conceitos sobre os outros. Nessa fase começam os conflitos, que serão grandes desafios que o líder terá que enfrentar.
  3. Normalidade. Neste ponto, os membros da equipe reconhecem a legitimidade do líder, bem como já colaboram entre si, o grau de confiança mútua aumenta e a equipe começa a ficar mais flexível.
  4. Desempenho. Quando os membros da equipe já seguem todos na mesma direção e o que é mais importante, todos buscando uma meta comum com uma produtividade muito grande e com um alto grau de maturidade.

Dicas importantes

A equipe não deve ter mais de 10 pessoas, pois um grande número de pessoas dificulta a interação construtiva, a obtenção de consenso e o desenvolvimento da coesão, comprometimento e responsabilidade necessários para o alto desempenho.

A equipe precisa ser composta por pessoas com habilidades distintas, de forma que a combinação destas possibilite um desempenho eficaz.

Oriente a sua equipe esclarecendo para as pessoas qual a sua missão, isto é, por que aquela equipe foi formada e o que a organização está esperando dela e estimule sempre que os membros da equipe interajam uns com os outros para que possam se conhecer melhor.

É importante saber que a criação de equipes de alta performance deve estar alinhada à gestão estratégica da organização, ou seja, a sua empresa deve estar preparada para fornecer esse tipo de autonomia e responsabilidade. Caso contrário, o resultado pode ser inverso ao esperado.

Sendo assim, faça uma análise da estrutura da sua organização e o quanto falta para chegar ao ponto de poder contar com esse tipo de situação e elabore um planejamento para chegar a esse objetivo. Tenha certeza de que o gerenciamento de capital humano com alto desempenho pode ser não ser fácil, mas o resultado da sua organização será muito maior.

Pense nisso e bom trabalho!

Daniela Albuquerque

Daniela Albuquerque

Sócia e Especialista Chave em Templum Consultoria
Por ser apaixonada por qualidade e melhoria contínua de negócios e pessoas sou a Sócia Responsável pelo Sucesso do Cliente na Templum por meio de mentoria e treinamento interno das equipes de consultores e atendimento ao cliente e da elaboração de produtos, treinamentos e conteúdos que permitem o fortalecimento das empresas.
Formada em Comunicação Social, MBA em Gestão de Negócios e especialista em Sistemas de Gestão Integrada.
Daniela Albuquerque