O que minha obra ganha com o controle de serviços e materiais do PBQP-H?

No artigo anterior vimos como funciona na prática o controle de serviços e materiais no PBQP-H. Para completar, veremos como esse controle pode ajudar a sua construtora a economizar dinheiro.

A implementação do PBQP-H é um processo complicado e cheio de detalhes, principalmente se você não tiver a orientação adequada, mas vale a pena. O controle de materiais e serviços feito corretamente evita o recebimento de materiais errados e de baixa qualidade, evita desperdício e reduzem gastos desnecessários para a empresa.

Além disso, a armazenagem e a identificação correta melhora a visibilidade do canteiro de obras e facilita o acesso aos materiais, evitando acidentes.

Dicas para economizar na obra

Inspecione os materiais na entrega
Além das verificações usuais, como valor e prazo de pagamento, o responsável pelo recebimento deve conferir se os critérios de inspeção definidos na requisição estão sendo atendidos.

Identifique os lotes inspecionados
Coloque uma placa ou etiqueta em local visível indicando o responsável pela inspeção, a data de validade e se o material está pronto para uso ou não. A cor vermelha pode ser usada em materiais não liberados.

Cuidado com o armazenamento
Cada material controlado deve ter um procedimento definido para armazenagem ou se referir as medidas sugeridas pelos fabricantes. Produtos ensacados, como cimento, cal, rejunte e argamassa, devem ser empilhados em local arejado, livre de umidade, sem contato direto com o solo.

Primeiro que entra, primeiro que sai
Separe os materiais em lotes, facilitando o acesso aos materiais mais antigos para evitar seus vencimentos.

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática e atuou na Templum Consultoria criando conteúdo, desenvolvendo sites e outros apetrechos tecnológicos.
Ricardo Tocha