Natália Mafra
Por Natália Mafra

Os indicadores da qualidade do PBQP-H

Os indicadores da qualidade no PBQP-H são instrumentos de acompanhamento e medição que devem ser utilizados pelas empresas de construção civil para avaliarem o desempenho de seus empreendimentos. Em toda etapa da prestação de serviço, os indicadores irão demonstrar de forma concreta o desempenho do processo de execução da obra e orientar a tomada de […]


Os indicadores da qualidade no PBQP-H são instrumentos de acompanhamento e medição que devem ser utilizados pelas empresas de construção civil para avaliarem o desempenho de seus empreendimentos.

Em toda etapa da prestação de serviço, os indicadores irão demonstrar de forma concreta o desempenho do processo de execução da obra e orientar a tomada de decisões (ações preventivas ou corretivas) para a garantia da qualidade do serviço prestado.

De forma prática, são medidas realizadas durante o processo para acompanhar, monitorar e propor melhorias.

Pense no medidor de combustível de um carro. Imagine como seria se você não tivesse esse recurso. Como você saberia/monitoraria o nível de combustível no seu tanque? Como identificaria o momento necessário para abastecer?

Neste exemplo, temos um indicador: nível de combustível no tanque. Podemos monitorá-lo e saber o momento certo de abastecer o tanque (ação), seja de forma preventiva ou corretiva.

Os objetivos dos indicadores

Antes de determinar um indicador, reflita sobre as seguintes questões:

  1. O que vou medir? O que é crítico? O que impacta diretamente na qualidade do meu serviço?
  2. Qual é o propósito dessa medida? O que quero monitorar?
  3. Com qual frequência irei fazer essa medição?
  4. Qual é a meta que eu pretendo alcançar? Qual o resultado almejado?

É necessário estabelecer os objetivos da qualidade. Segundo o Regimento Geral do SiAC (Sistema de Avaliação da Conformidade de Empresas de Serviços e Obras da Construção Civil), a direção da empresa construtora deve definir os objetivos da qualidade mensuráveis que atendam aos requisitos estabelecidos pela empresa e pela própria norma.

Além disso, o SiAC determina alguns indicadores da qualidade obrigatórios para serem monitorados pelas empresas, com o intuito de demonstrar a sustentabilidade dos canteiros de obras no que diz respeito à geração de resíduos, consumo de água e energia.

Os objetivos da qualidade no PBQP-H e as diferenças entre o nível B e o nível A

Aproveite e leia este post sobre os objetivos da qualidade no PBQP-H.

Clique aqui e entenda as diferenças entre o nível B e o nível A do PBQP-H.

Exemplo: entrega no prazo acordado

Aplicando este conceito, suponha que um dos objetivos de uma construtora seja entregar as obras dentro dos prazos acordados com os clientes. Dessa forma, o indicador seria: Índice de Serviços Realizados no Prazo. A meta estabelecida é de no mínimo 80% dos serviços realizados no prazo.

Observe os dados de monitoramento abaixo:

Índice de serviços realizados no prazo

Neste exemplo, a construtora inicialmente não conseguia cumprir os prazos de entrega da obra acordados com os clientes. Os resultados obtidos no 1º trimestre atentavam para a necessidade de se propor ações para melhorar o planejamento e execução das obras.

Após a implementação dessas ações, a construtora obteve resultados positivos e ultrapassou a meta estabelecida no último trimestre. Observando o gráfico fica evidente a melhoria contínua dos serviços prestados pela empresa.

Exemplos de indicadores da qualidade no PBQP-H

Outros exemplos de indicadores da qualidade para o serviço de execução de obras são:

  • Índice de Lucro (Lucro Previsto X Lucro Obtido)
  • Índice de Satisfação do Cliente
  • Índice de Conformidade dos Serviços (Serviços Realizados X Serviços Conformes)
  • Índice de Desempenho de Fornecedores de Materiais
  • Ações Corretivas Implementadas (Ações Planejadas X Ações Implementadas)
  • Eficácia de Treinamentos

Por todos esses aspectos, os indicadores são fundamentais para o controle da qualidade do serviço prestado pelas empresas. Sem eles, não há como comparar resultados, identificar necessidades de mudanças e obter melhorias contínuas.

Lembre-se: “Se você não pode medir, você não pode gerenciar” (Peter Drucker).

Últimos posts por Natália Mafra (exibir todos)