Ricardo Tocha
Por Ricardo Tocha

Quais são as mudanças mais significativas na revisão 2015 da ISO 9001?

Um dos principais objetivos da revisão é melhorar o alinhamento do sistema de gestão da qualidade (ISO 9001) com a estratégia e os objetivos do negócio. Por exemplo, na nova versão (ISO 9001:2015) será necessário analisar o contexto da organização para encontrar os fatores internos e externos que podem impactar no negócio. Pode ser necessário […]


Um dos principais objetivos da revisão é melhorar o alinhamento do sistema de gestão da qualidade (ISO 9001) com a estratégia e os objetivos do negócio.

Por exemplo, na nova versão (ISO 9001:2015) será necessário analisar o contexto da organização para encontrar os fatores internos e externos que podem impactar no negócio. Pode ser necessário considerar o cenário econômico, social e cultural em que sua empresa atua, além de verificar a legislação vigente. É claro que a profundidade dessa análise vai variar de acordo com o tamanho e a complexidade de cada negócio.

Para garantir esse alinhamento do sistema com as estratégias de negócio da empresa, a revisão exige mais envolvimento da liderança. Espera-se que a alta direção se envolva na integração dos requisitos da norma com os processos da empresa. Espera-se também que a liderança promova a importância da abordagem por processos e dê suporte aos seus gerentes para eles façam o mesmo em suas áreas.

Uma outra questão muito importante é a administração do risco, que já estava presente na norma desde 2000, e agora ganhou ênfase. A versão atual dita que a organização deve identificar não conformidades potenciais antes delas acontecerem. A nova versão indica que temos que fazer a gestão dos riscos que podem impactar o resultado dos nossos processos (e não somente de possíveis não conformidades). A intenção é fortalecer o pensamento baseado em risco, modernizando o gerenciamento do SGQ.

Quero chamar a sua atenção para a estrutura de alto nível, que agora começa a valer para todas as normas de sistemas de gestão que passarem por novas revisões, que nada mais é do que a unificação de tudo que é comum em diversas normas de sistemas de gestão. O anexo foi criado para facilitar e baratear a integração com outros sistemas, como por exemplo a ISO 14001.

Portanto, essa pode ser uma boa hora de implementar o SGI. Converse com seus gestores a respeito dessa oportunidade de melhorar ainda mais o seu negócio. Se precisar de ajuda, conte com a Templum.

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática e atuou na Templum Consultoria criando conteúdo, desenvolvendo sites e outros apetrechos tecnológicos.
Ricardo Tocha