Daniela Albuquerque
Por Daniela Albuquerque

Quais são as disposições mais comuns para um produto não conforme

A norma ISO 9000 que estebelece fundamentos e vocabulários para a ISO 9001 define a não conformidade  como “não atendimento a um requisito”. Quando essa não conformidade é detectada no ato do recebimento da matéria prima ou, durante o processo produtivo, antes da entrega ao cliente e após o produto ser entregue ao cliente esse produto é […]


A norma ISO 9000 que estebelece fundamentos e vocabulários para a ISO 9001 define a não conformidade  como “não atendimento a um requisito”.

Quando essa não conformidade é detectada no ato do recebimento da matéria prima ou, durante o processo produtivo, antes da entrega ao cliente e após o produto ser entregue ao cliente esse produto é considerado um “produto não conforme”.

Esse requisito na norma ISO 9001 afirma que a organização deve assegurar que produtos que não estejam conformes com os requisitos estabelecidos do produto sejam identificados e controlados para evitar seu uso ou entrega não pretendidos.

Dessa forma, a empresa deve estabelecer quais são os critérios que irá adotar ao encontrar um produto não conforme, então hoje vamos especificar quais são as disposições mais comuns, segundo a ISO 9000, quando um produto não conforme é identificado:

1. CORREÇÃO – ação para eliminar uma não conformidade identificada. Normalmente a correção pode ser uma reclassificação, um retrabalho ou um reparo.

2. REFUGO – ação sobre um produto não conforme, para impedir a sua utilização prevista originalmente

3. CONCESSÃO – permissão para usar ou liberar um produto que não atende a requisitos especificados

4. PERMISSÃO DE DESVIO – permissão para desviar-se dos requisitos  originalmente especificados de um produto antes da sua realização

5. LIBERAÇÃO – permissão para prosseguir  para o próximo estágio de um processo.

Após a correção da não conformidade, é necessário que o produto passe por nova inspeção a fim de evidenciar que os requisitos estão atendidos.

É muito importante ao encontrar um produto não conforme, que as não conformidades identificadas sejam registradas e analisadas para fornecer dados para a melhoria contínua do processo e a satisfação dos clientes, afinal esses são os grandes objetivos da ISO 9001.

Bom Trabalho!

Daniela Albuquerque

Daniela Albuquerque

Sócia e Especialista Chave em Templum Consultoria
Por ser apaixonada por qualidade e melhoria contínua de negócios e pessoas sou a Sócia Responsável pelo Sucesso do Cliente na Templum por meio de mentoria e treinamento interno das equipes de consultores e atendimento ao cliente e da elaboração de produtos, treinamentos e conteúdos que permitem o fortalecimento das empresas.
Formada em Comunicação Social, MBA em Gestão de Negócios e especialista em Sistemas de Gestão Integrada.
Daniela Albuquerque