Requisito 4.3 – Determinando o escopo do sistema de gestão da qualidade

Definir o escopo da certificação significa determinar quais processos da sua organização deverão ser certificados. Esse é um item que não havia um requisito exclusivo na versão 2008 e agora ganhou espaço na revisão 2015.

 

A norma não exige que todos os processos da organização sejam certificados, mas também não faz mais referência ao termo “exclusões” em relação à aplicabilidade dos seus requisitos ao sistema de gestão da qualidade.

 

Isso quer dizer que uma organização deve analisar criticamente a aplicabilidade de requisitos devido ao porte ou complexidade da organização, ao modelo de gestão que ela adota, à variedade das atividades da organização e à natureza dos riscos e oportunidades que ela encontra e somente depois dessa análise decidir ou não pela exclusão de algum requisito.

 

É importante ressaltar que a empresa somente pode optar pela exclusão de um requisito se sua decisão não resultar em falha para alcançar conformidade de produtos e serviços da organização.

 

Outra mudança nessa revisão da norma é o local que ser divulgado o escopo da certificação. Até a versão 2008, o escopo era indicado no Manual da Qualidade, que não existe mais, porém continua sendo um “documento obrigatório”, ou seja, deve ser mantido como informação documentada (falaremos mais sobre documentos no requisito 7.5).

 

Portanto, uma recomendação da Templum é que o escopo seja mantido no mesmo documento em que o contexto da organização e a análise das partes interessadas foi realizado, para facilitar a análise da aplicabilidade de algum requisito, caso exista alguma exclusão.

 

Outras informações obrigatórias que devem constar no escopo são os produtos e serviços da organização.

 

Bom Trabalho!

Daniela Albuquerque

Daniela Albuquerque

Responsável técnica em Templum Consultoria Ilimitada
Formada em Comunicação Social, pós-graduada em Gestão de Negócios pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e especialista em Sistemas de Gestão Integrada. Participou do comitê da ABNT de revisão para a ISO 9001:2015. É responsável técnica da Templum Consultoria Ilimitada.
Daniela Albuquerque

Últimos posts por Daniela Albuquerque (exibir todos)

2 respostas
  1. Aline says:

    Olá,
    Tenho uma dúvida em relação ao escopo, a empresa em que trabalho possui o seguinte escopo ” Importação e comercialização via e-commerce de produtos para telecomunicações e automação predial” antes na versão 2008 era excluído o item de Projeto e Desenvolvimento, e 7.5.2 e 7.6 de equipamento de monitoramento e medição. Foi optado por manter o escopo, mas em relação a aplicabilidade posso excluir o item 7.1.5.2 Rastreabilidade de medição e o item 8.3 Projeto e Desenvolvimento, uma vez que os equipamentos que utilizamos são empilhadeiras, veiculo, ou seja, que são monitorados as manutenções porém não são calibrados?
    Desde já agradeço.

    Responder
    • Daniela Albuquerque
      Daniela Albuquerque says:

      Olá Aline,

      Sem entender o contexto da sua organização, podemos entender que pode sim excluir esses requisitos do escopo, mantendo a condição que tinha na versão 2008, mas é importante que esse escopo seja validado por um auditor interno competente para tal após a análise do seu sistema de gestão, ok?!

      Espero poder ter ajudado!

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *