inadimplência honorários contábeis
Guilherme Kiellander
Por Guilherme Kiellander

Como você lida com a inadimplência dos honorários contábeis?

Seu escritório contábil sofre com inadimplência? Entenda neste posta a como lidar com a inadimplência quanto aos seus honorários contábeis!


Tempo de Leitura: 3 minutos

Uma pesquisa divulgada pela Serasa Experian ressuscitou um fantasma que há anos estava sonolento: a inadimplência. De acordo com o órgão, em 2018 o Brasil passou a ter 40,3% da população inadimplente, resultado do aumento do desemprego e das altas taxas de juros que são aplicadas num momento de estagnação da economia.

Para os escritórios contábeis, também é o momento de acender a luz amarela. A questão é: como lidar com a inadimplência dos honorários contábeis?

Deixar de prestar o serviço por conta da inadimplência?

A resposta a esta pergunta é não, não é correto que o contador deixe de prestar seus serviços devido ao não pagamento dos honorários. Obviamente, também não é correto o empresário contratar um contador e não pagar honorários.

Existem meios jurídicos para a cobrança, embora o melhor caminho seja uma conciliação entre o escritório e a empresa devedora. Rescindir o contrato pode ser a única saída nos casos em que a empresa contratante dos serviços realmente não puder mais pagar.

Diagnóstico para escritórios contábeis

Saiba quais oportunidades seu escritório pode estar perdendo


Como evitar – ou diminuir – a inadimplência?

O melhor caminho a ser seguido pelos escritórios de contabilidade, assim como os demais segmentos do mercado, é encontrar mecanismos de concessão de crédito que previnam a inadimplência, ou que ao menos os deixem menos vulneráveis.

O mais habitual é a cobrança por meio de boletos bancários, pois quando ocorrer o não quitamento, o banco se encarrega de encaminhar para protesto, algo que realmente é desagradável para os empresários.

Menos habitual, mas também recomendável, é o pagamento antecipado por meio de cartão de crédito. As partes podem fazer um contrato anual e o valor parcelado numa transação de cartão de crédito em 12 vezes.

Assim, o escritório contábil transfere para a operadora de crédito a responsabilidade do repasse dos valores, garantindo assim o recebimento de seus honorários em dia.

Nos dois casos – boleto e cartão de crédito – o alto índice de adimplência compensa as taxas cobradas pelos bancos e operadoras financeiras. Devidamente planejado, os valores das taxas podem ser embutidos no valor do honorário, não comprometendo assim o faturamento.

Uma boa estratégia de cobrança faz toda a diferença

A inadimplência é, em suma, o não cumprimento em dia dos acordos de pagamentos – quando não há perspectiva de recebimento, chamamos de perdas. Assim, o controle da inadimplência deve ser constante e trabalhar sempre com a prevenção.

E prevenir não pagamento significa ter estratégias de concessão de crédito que resguardem o empresário, mas também uma estratégia de cobrança eficaz, que diminua o tempo dos atrasos e promova negociações para ajudar os clientes a regularizar sua situação.

Em resumo, é preciso criar uma política de cobrança e deixá-la clara ao cliente. É possível estipular um prazo máximo de atraso antes que sejam feitos contatos de cobrança via telefone e e-mail – três ou sete dias, por exemplo.

Depois disso, fazer a cobrança deve ser uma atividade obrigatória para os profissionais responsável por esta área.

Não deixe de cobrar juros

A cobrança de juros também é importante para inibir a inadimplência. Sem ela, o empresário devedor irá priorizar outros fornecedores – que cobram juros – e deixar seu escritório contábil para depois.

O contrato de prestação de serviços contábeis deve ter uma cláusula que prevê o cancelamento automático da prestação de serviços em caso de atraso de um determinado número de mensalidades – independente de aviso prévio.

Afinal, é melhor perder um cliente que não é bom pagador do que continuar prestando o serviço sem receber.

Você tem mais alguma dúvida sobre inadimplência de horários contábeis? Pergunte-nos pelos comentários!