Guilherme Alonço
Por Guilherme Alonço

O que é a ISO 37001?

No contexto atual das organizações, onde o tema corrupção e suborno são tão frequentes, a ISO 37001 surge como uma alternativa real de combate a estas causas. Que tal entendermos mais sobre este sistema e vermos seus benefícios para as organizações que se propõem a implementá-lo.


A ISO 37001 é o Sistema de Gestão Antissuborno desenvolvido pela ISO (International Organization for Standardization).

Toda sua estrutura foi feita para o estabelecimento, implementação, manutenção, análise crítica e melhoria de um sistema de gestão Antissuborno.

O que é suborno para a ISO 37001?

Antes de explorarmos os benefícios e objetivos da norma, é crucial entendermos o conceito de suborno. Para a ISO 37001, suborno é:

“oferta, promessa, doação, aceitação ou solicitação de uma vantagem indevida de qualquer valor (que pode ser financeiro ou não financeiro), direta ou indiretamente, e independente de localização (ões), em violação às leis aplicáveis, como um incentivo ou recompensa para uma pessoa que está agindo ou deixando de agir em relação ao desempenho das suas obrigações”

Observação: a norma deixa claro que esta é uma definição genérica e que é importante consultar o conceito do termo de acordo com a legislação aplicável de cada país.

Todos os requisitos indicam o que uma empresa precisa para compor seu sistema Antissuborno, porém o como fazer é você que irá decidir.

Em nenhum momento você encontrará a norma falando como atender um requisito, pois cada empresa tem um contexto diferente e o que serve para uma pode não ser aplicável na outra.

Implementação dos requisitos da ISO 37001

A boa notícia é que a ISO 37001 segue o anexo SL. Se sua empresa é certificada ISO 9001, ISO 14001 ou ISO 45001 por exemplo, você perceberá que a estrutura da ISO 37001 também segue o formato do anexo.

Sendo assim, no processo de implementação você irá se deparar com requisitos, como:

  • Entendendo a organização e seu contexto;
  • Entendendo as necessidades e expectativas das partes interessadas;
  • Processo de avaliação de risco de suborno;
  • Liderança e comprometimento;
  • Política Antissuborno;
  • Ações para abordar riscos e oportunidades;
  • Conscientização e treinamento;
  • Informação documentada;

Obviamente, que esta é uma breve listagem de alguns requisitos, há muitos outros.

Existem algumas particularidades, assim como existem especificidades para a ISO 14001, ISO 45001 e a própria ISO 9001. Por mais que siga o Anexo SL, cada norma tem seu escopo e os assuntos devem ser tratados de forma diferente.

As bases para este sistema de gestão, são o treinamento, integração, liderança pelo exemplo, avaliação de impactos, danos à imagem organizacional, análise das obrigações, estabelecimento de procedimentos e atividade de controle e entre outros elementos.

Outro destaque da ISO 37001 é que se trata de um sistema certificável.

Portanto, ao final da implementação a empresa passará por uma auditoria interna para verificar a conformidade do sistema e fazer as correções e as tratativas de não conformidades quando necessário. Por fim, um organismo certificador vai até a empresa para atestar o funcionamento do sistema e recomendar a certificação ou não.

O escopo da ISO 37001 e os tipos de atividades

Como citado anteriormente, esta norma tem em seu escopo o objetivo de fornecer requisitos e orientações para o estabelecimento, implementação, manutenção, análise crítica e melhoria de um sistema de gestão antissuborno.

Na prática, se visa agir contra o suborno, ter compliance – agir conforme a regra, instrução, comando, leis, regimentos internos e externos (muitas vezes por decisão é externo), identificar lavagem de dinheiro e favorecimentos.

A norma aponta os tipos de atividades onde o suborno pode estar presente no dia a dia das organizações, como:

  • suborno nos setores público, privado e sem fins lucrativos;
  • suborno pela organização;
  • suborno pelo pessoal da organização atuando em nome da organização ou em seu benefício;
  • suborno pelo parceiro de negócio da organização atuando em nome da organização ou para seu benefício;
  • suborno da organização;
  • suborno do pessoal da organização em relação às atividades da organização;
  • suborno do parceiro de negócio da organização em relação às atividades da organização;
  • suborno direto ou indireto (por exemplo, um suborno oferecido ou aceito através ou por uma terceira parte).

Benefícios da ISO 37001

O escopo deste sistema já deixa claro alguns benefícios, mas não custa reforçá-los. É importante que seja bem avaliado as vantagens, pois o processo de implementação até certificação exige esforço e dedicação.

Não se trata de modismo nem idealismo, é compromisso com o país, a organização passa a não mais alimentar a cadeia tendo assim uma sociedade melhor.

1º Reputação perante o mercado e a sociedade

O conceito de reputação da marca diz respeito à identidade e a forma que a empresa é reconhecida no mercado e para os seus clientes.

Logo, aparecer em um noticiário tendo a imagem da organização relacionado a algum ato de suborno e corrupção é altamente destrutivo.

Anos de trabalho duro podem ir para lixo dependendo do tamanho do escândalo e da repercussão causada.

A ISO 37001 irá preparar sua empresa para se antecipar aos possíveis riscos de suborno. Toda estrutura do sistema permitirá a criação de ferramentas e procedimentos que protejam você contra os atos ilegais.

2º Proteção à saúde financeira da empresa

Dado às devidas proporções, o suborno e a corrupção é como uma doença que vai prejudicando a saúde de uma pessoa de pouco em pouco.

No início o impacto financeiro de um desvio não é tão perceptível, mas no momento que se obtém o diagnóstico real da situação é bem provável que se descubra um “rombo” alarmante.

Se proteger dos efeitos do suborno com a ISO 37001 não só beneficiará a reputação da marca, mas também o processo financeiro e o fluxo de caixa.

3º Credibilidade com as partes interessadas

Seus stakeholders possuem interesse real no sucesso do seu negócio. Todos eles precisam atestar que sua empresa se preocupa com questões éticas, pois a imagem deles, em alguns casos, também pode estar comprometida.

Dependendo da relação existente entre você e a parte interessada, a sociedade pode associar problemas de corrupção tanto para você quanto para o seu parceiro, ou seja existe muita coisa em jogo.

Com o sistema de gestão Antissuborno sua empresa estará comunicando aos stakeholders seu posicionamento em relação às ofertas, promessas, doações, aceitações ou solicitações de vantagem indevida.

Tem muito mais…

Existem muitos outros detalhes sobre a ISO 37001. Hoje foi dia de apresentar o sistema de gestão, mas para continuarmos produzindo, deixe seus comentários com dicas e sugestões de novos temas, todas serão muito bem vindas.

Guilherme Alonço

Guilherme Alonço

Um bom conteúdo pode transformar uma empresa! Conteudista da Templum Consultoria e apaixonado por assuntos e notícias que englobam o mundo dos negócios, ajudo empresas a alcançarem seu potencial máximo e enxergarem as melhores oportunidades.
Guilherme Alonço

Últimos posts por Guilherme Alonço (exibir todos)