Daniela Albuquerque
Por Daniela Albuquerque

Algumas palavras sobre ISO 9001 e padronização

A sigla ISO é a abreviatura de International Organization for Standardization ou, em tradução livre, Organização Internacional para Padronização, entidade fundada na Suíça, em 1947. Esta foi a terceira tentativa de se criar uma organização para certificar que todo o mundo fabricasse produtos seguindo um padrão único. As outras oportunidades foram em 1906 e 1926, […]


A sigla ISO é a abreviatura de International Organization for Standardization ou, em tradução livre, Organização Internacional para Padronização, entidade fundada na Suíça, em 1947.

Esta foi a terceira tentativa de se criar uma organização para certificar que todo o mundo fabricasse produtos seguindo um padrão único. As outras oportunidades foram em 1906 e 1926, esta última cessada por conta da Segunda Guerra Mundial.

Padronizar é algo que as empresas buscam desde a industrialização, para garantir a qualidade de seus produtos ou serviços. Os pioneiros nos estudos dos processos foram Frederick Taylor e Henry Ford, criador da linha de montagem, gerando ganho de tempo e de custos.

Porém, a padronização internacional começou a ser disseminada com mais força apenas nos anos 80, com a globalização. Além da atuação de multinacionais, nesse período as exportações aumentaram consideravelmente também.

No Brasil, a abertura do mercado nos anos 1990 foi o grande marco na economia, que passou a contar com marcas e fábricas internacionais em seu território.

Há casos hoje, por exemplo, de indústrias brasileiras cujos produtos são integralmente exportados para outros países, principalmente na América Latina.

Com diferentes nacionalidades atuando em conjunto, ter um único padrão passou a ser uma necessidade. Ora, imagine se cada país resolvesse produzir CDs e DVDs com especificações próprias. Caso isso acontecesse, essas nações estariam fechando o mercado internacional para elas. Não seria mais fácil, barato e lucrativo ter uma padronização internacional?

Assim como nos produtos, a padronização pode ser utilizada em serviços e processos. Por isso a implementação ISO 9001 é essencial para as empresas.

Gestão da qualidade

Atualmente, a certificação ISO 9001 é usada na Gestão da Qualidade, que consiste em manter os produtos e serviços de quem o utiliza no maior grau possível de conformidade com o proposto. Desta forma, tem-se uma garantia de que o produto será entregue ao cliente sem defeitos ou erros no processo de fabricação.

Com o sistema de gestão em ordem, é possível verificar esses erros e procurar alternativas para melhorar cada vez mais, buscando sempre a redução de custos e de desperdício, gerando, assim, aumento no faturamento da empresa por causa da maior confiança do mercado.

ISO 9001: um processo didático

A ISO 9001 é um “passo-a-passo” dos processos a que ele foi implantado. Por exemplo: no processo de contratação de um novo funcionário, deve-se realizar uma série de itens: divulgação da vaga, triagem de currículos, testes de conhecimento, dinâmica de grupo, entrevista com a gerência, exame médico e documentação.

Até parece fácil, mas imagine empresas que têm de contratar grandes quantidades de funcionários periodicamente? Ou então, procure transportar este processo para a fabricação de algum produto? Com um manual em mãos e atentando a todas as normas que o cercam, a eficiência será maior – e todos só têm a ganhar com isso.

Sem contar que as realizações de hoje são fruto de anos de erros e acertos. Se hoje se sabe que qualquer fator, por menor que seja, faz a diferença na qualidade de um produto (e, consequentemente, na saúde financeira de uma corporação), é porque no passado pesquisas foram feitas para melhorar continuamente a qualidade de um produto ou serviço. Melhoria contínua, aliás, é um dos lemas da ISO 9001.

Se hoje muitas empresas disponibilizam um cantinho para que o funcionário possa descansar após o almoço, é porque foi verificado que isso aumenta a produtividade, a eficiência e os ganhos da companhia. Nada é por acaso.

Por fim, a certificação ISO 9001 não está ligada apenas à fabricação de um produto, ou na inspeção de um processo. Está ligada a todas às áreas de uma empresa, e, por que não?, na vida de uma pessoa.

Daniela Albuquerque

Daniela Albuquerque

Sócia e Especialista Chave em Templum Consultoria
Por ser apaixonada por qualidade e melhoria contínua de negócios e pessoas sou a Sócia Responsável pelo Sucesso do Cliente na Templum por meio de mentoria e treinamento interno das equipes de consultores e atendimento ao cliente e da elaboração de produtos, treinamentos e conteúdos que permitem o fortalecimento das empresas.
Formada em Comunicação Social, MBA em Gestão de Negócios e especialista em Sistemas de Gestão Integrada.
Daniela Albuquerque