Tempo de Leitura: 2 minutos

Planejamento em função do resultado

E isso é uma questão interessante, pois todos os empresários e gestores dizem querer melhorar o seu resultado, mas quantas empresas possuem um planejamento ESTABELECIDO para que análises objetivas e melhorias da sua operação sejam realizadas constantemente? O que se vê muito são diversas reuniões que analisam dados muitas vezes parciais, que criam metas sem fundamento que muitas vezes são até esquecidas por equipe e gestor. Ou então, outro fato muito normal, são mudanças constantes nas prioridades da empresa. Esses são só alguns exemplos para ilustrar que a falta de um projeto da empresa causa conflitos na criação das metas da empresa.

A ISO 9001 ao estabelecer que a empresa deve estar em um processo de melhoria contínua, exige que sejam criadas estratégias para evidenciar a evolução da empresa.

E como podemos fazer para avaliar objetivamente os dados da empresa?

Para isso, a ISO 9001 indica que todos os processos da empresa devam ser medidos e monitorados e que seus resultados sejam analisados criticamente pela direção. Indica que ao estabelecer uma política da qualidade, que sejam criados objetivos mensuráveis para o atendimento desse compromisso assumido e que esses objetivos sejam acompanhados através de indicadores de desempenho. Indica que sejam criadas ações corretivas para que problemas que afetam o resultado da empresa não voltem a ocorrer. Indica que a satisfação do cliente seja monitorada regularmente e assim como essas, outras estratégias podem ser criadas para que a empresa tenha dados para agir de forma prática e objetiva em cima de fatores que atrapalham a nossa atividade, mas que muitas vezes não são percebidas.

O fundamental mesmo é que, para entrar em um processo de melhoria contínua, a empresa deve parar de analisar dados subjetivos e que conheça profundamente os seus processos e a sua operação.

Afinal, só é possível ter um resultado diferente se agirmos de forma diferente. Não há melhorias sem mudanças.

Um Bom Trabalho!

Daniela Albuquerque

Daniela Albuquerque

Diretora Técnica na Templum Consultoria