Os 3 erros mais comuns na comunicação empresarial

Apesar dos esforços em manter uma comunicação empresarial fluida na empresa, equívocos comuns acabam ocorrendo devido aos desafios enfrentados. São pequenas falhas, mas que podem gerar grandes transtornos por má interpretação, falta de informação ou mau entendimento.

Para propagar as ideias e garantir o envolvimento de todos nos processos de mudança, toda empresa precisa de ferramentas que auxiliem na motivação dos funcionários e de uma comunicação eficiente, independente do porte e segmento de atuação.

Sabendo disso, selecionamos os 3 erros mais comuns na comunicação empresarial para que você evite equívocos como estes e garanta melhores resultados com profissionais mais engajados!

Prolixidade e muita formalidade

As empresas precisam estar cada vez mais humanizadas, desenvolvendo por meio de seus líderes e Recursos Humanos (RH) ações que gerem maior proximidade entre elas e seus colaboradores.

Jargões e excesso de formalidade devem ser substituídos por uma comunicação aberta, informal na medida do possível e bem simples, garantindo que todas as hierarquias da empresa recebam e compreendam as informações sobre o negócio facilmente.

Quando há esta desigualdade de interpretação, os objetivos estratégicos ficam desalinhados e, com isso, há desmotivação e conflitos, que podem transformar algo simples em complexo.

Não ter canais de comunicação direta com o colaborador

Não importa o tipo de canal utilizado, se é online como uma intranet ou offline como um programa de contato entre colaboradores e a alta gestão da empresa, por exemplo. O importante é assegurar que estes canais existam e, obviamente, sejam eficazes para o trabalho.

Isso demonstra abertura e flexibilidade por parte da empresa, que também se beneficia das ideias que passam a ser mais frequentemente compartilhadas. Em consequência, você ganha colaboradores mais engajados e motivados, que permanecerão por mais tempo leais à sua empresa, gerando resultados mais positivos para os negócios.

Resistência à mudança e à inovação

É preciso que a sua empresa esteja apta a inovações e mudanças. A velocidade como as coisas evoluem hoje é rápida e sua empresa precisa acompanhar isso para atender não apenas os clientes, mas também os colaboradores que estão apresentando mudança de perfis devido ao comportamento das novas gerações.

Se a sua empresa “para no tempo”, não inova e não aceita mudanças, você provavelmente terá uma taxa de turnoveralto, além de perder mercado. Com isso, os custos de operação são elevados e a sua empresa passa a perder em diversas situações.

Por isso, esteja atento às novidades do mercado, como seus colaboradores se comportam e busque apresentar inovações que realmente mudem a sua empresa ou a forma como seus colaboradores a vê. O ideal é que você conte com profissionais da área especializados, que saibam como usar as informações e dados internos estrategicamente de forma favorável ao negócio.

E sua empresa, já toma os devidos cuidados para evitar erros comuns na comunicação empresarial? Conhece alguma outra dica, possui alguma dúvida ou situação para compartilhar? Não se esqueça de utilizar o espaço abaixo! 

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha

Ricardo Tocha tem 17 anos de experiência prática e atuou na Templum Consultoria criando conteúdo, desenvolvendo sites e outros apetrechos tecnológicos.
Ricardo Tocha
2 respostas
  1. Ana Cristina says:

    Prezados,

    Gostaria de compartilhar uma situação com vocês e pedir o vosso apoio, para identificar desde o momento da falha da comunicação, como gerou o conflito e que aprendizado tiramos de tudo isso.
    Narrando:
    – foi contratado um expatriado para vir trabalhar no nosso projeto, tratamos da contratação, do visto para entrar no país e da viagem, chegou o dia da sua chegada enviamos um motorista para o recepcionar no aeroporto, infelizmente passaram-se horas e o senhor não saía, fomos verificar o que se passava e soubemos que na entrevista que a emigração faz a entrada o senhor tinha dito que trabalhava com detonação de engenhos explosivos, não falava bem o português e como era de um país considerado de risco, ficou detido. Conclusão (isso só aconteceu porque ele não foi devidamente orientado, o que falar durante a entrevista), falha na comunicação, concorda?
    Isso grafou uma grande confusão porque tentamos todas as forma de persuasão junto à emigração e não conseguimos, o senhor estava, cansado, faminto, muito estressado pois er a primeira vez no país, ao fim de 12:00 horas ficamos todos muito stressados sem uma direção e sem saber como conseguiríamos tirar o senhor daquela situação ( gerou conflito) pois tivemos de passar a informação ao presidente da empresa para que se fizesse um termo de responsabilidade assinado por ele.
    Com todo este desgaste aprendemos que a comunicação deve ser fluida e bem passada.

    Preciso da vossa opinião sobre a narrativa que vos enviei, é muito importante para mim que vocês me orientem, pois gostaria de fazer uma apresentação falando desse aspeto para todos os colaboradores da empresa.

    Responder
    • Daniela Albuquerque
      Daniela Albuquerque says:

      Olá Ana Cristina,

      Na minha opinião, nesse episódio narrado a maior falha foi no levantamento e análise de riscos e elaboração de um plano de ação para os riscos identificados, pois pelo que eu entendi, a comunicação foi bem estruturada. Pense nisso, o que acha? 🙂

      Atenciosamente,
      Daniela Albuquerque

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *