entrevista de emprego
Andressa Lando
Por Andressa Lando

Contratação de funcionários qualificados: Aprenda com 5 dicas!

A contratação de colaboradores qualificados pode ser um grande desafio para a maioria dos empresários e as consequências dessa escolha pode impactar a empresa como um todo!


Tempo de Leitura: 4 minutos

A contratação de novos colaboradores pode ser vista como um sinal de que as coisas estão dando certo!

Afinal se a empresa está demandando mais mão de obra, provavelmente a demanda do seu produto ou serviço está crescendo e a organização se desenvolvendo.

Porém se o processo de contratação não for bem estruturado, ao invés de aproveitar a oportunidade de crescimento financeiro, a empresa pode fazer justamente o contrário.

Mas isso já é claro, todos sabemos que esse processo envolve custos diretos e seu retrabalho também. Entretanto existem consequências a longo prazo que podem ser muito maiores, quero te dar dois simples exemplos:

Baixa produtividade da equipe:

O erro na contratação pode trazer uma rotatividade muito grande na equipe, o que resulta em um funcionário sempre em fase inicial de treinamento.

E que consequentemente gerará mais erros no processo, pressão e estresse para a equipe. Além de sobrecarregar quem já tem mais experiência.

Com tudo isso, mesmo os funcionários mais antigos podem ter sua produtividade afetada.

Reputação da empresa:

Se uma empresa tem uma alta rotatividade, isso com certeza é responsabilidade de seus líderes e esse fato pode impactar tanto as novas contratações, quanto os clientes e possíveis clientes.

Isso porque ninguém gostaria de trabalhar em uma empresa com instabilidade! Logo se pensa que há algo de errado na instituição, visto que a média de tempo dos funcionários na empresa é de apenas alguns meses, certo?

O problema se agrava quando pensamos na visão do mercado perante este fato!

Se considerarmos que as contratações realmente são responsabilidade dos líderes e elas não estão sendo eficientes, seus clientes logo podem passar a duvidar da eficiência de toda a empresa quanto aos seus processos e qualidade, o que também afasta novos futuros clientes.

Planilha Matriz SWOT

Analise seu negócio e garanta os melhores resultado em seu planejamento estratégico


Então como contratar?

Se você já foi responsável por uma contratação ineficaz, com certeza ficou assustado com as consequências que mencionei acima.

Mas não se preocupe. Existem 5 dicas simples que podem auxiliar neste processo e que com certeza terão grande impacto no futuro da sua organização.

1- Defina o perfil do candidato perfeito para a contratação:

Ok, eu sei o quanto essa dica é batida. Mas ela se torna extremamente necessária, pois será a base para todas as outras ações que deverão ser tomadas.

Assim como a sua companhia precisa de objetivos e metas para serem alcançados e planejados, você precisa ter um objetivo para saber que tipo de profissional está buscando.

Tenha em mente qual será a função deste futuro colaborador e pense nas habilidades que ele precisará ter para suas tarefas diárias.

Podemos pegar como exemplo um Sales Development Representative (SDR): Esse profissional é responsável pela qualificação de leads. Por isso faz várias ligações durante o dia, anotações em um CRM específico, follow-up, agendamento de reuniões etc.

O mínimo que se pode exigir de um candidato para essa vaga é organização, pois caso contrário ele não conseguirá ser eficaz na realização de suas atribuições. O que como dito logo no início gerará rotatividade e retrabalho.

2- Planeje o processo de seleção:

Planeje em detalhes o processo de seleção do seu candidato, existem vários métodos para isso: entrevistas, dinâmicas, testes escritos e etc..

Mas antes de optar por qualquer um deles é importante estabelecer o que se quer extrair do pretendente a vaga!

Caso você esteja procurando um profissional de educação física: qual método de avaliação te ajudaria a escolher melhor o profissional, uma avaliação prática ou um teste escrito?

Pensar nestes detalhes podem auxiliar muito para se decidir sobre a contratação.

3- Peça referências:

Claro que é indispensável uma visita no LinkedIn do interessado na oportunidade, mas só isso não é suficiente!

Ligue para um dos antigos líderes e faça perguntas claras e objetivas.

Questione sobre o desempenho do funcionário na empresa, suas habilidades citadas no currículo, e o motivo pelo qual se desligou da organização.

Também vale perguntar sobre as áreas que o candidato se destacava e até sobre ações comportamentais, assim o recrutador terá informações mais precisas sobre o candidato.

4- Aposte na contratação de jovens:

Geralmente esses profissionais não têm muita experiência com o cenário corporativo, porém isso pode ser uma vantagem quando pensamos que poderão ser facilmente educados quanto a cultura da organização.

As ideias inovadoras também costumam vir desses profissionais que ainda não conhecem tanto do meio empresarial e veem a situação por fora, trazendo ótimas soluções para alguns dos problemas do cotidiano.

Algumas faculdades oferecem parcerias com empresas e indicações de alunos com o perfil ideal para cada tipo de vaga.

5- Certifique-se que o candidato se enquadra na cultura organizacional:

Sua empresa certamente possui uma forte cultura organizacional, que também é guiada por sua missão, visão e valores.

É importante que o candidato se encaixe com esses objetivos e com a cultura da empresa.

Ele precisa acreditar em sua organização, no que faz e nos objetivos a serem alcançados, só assim produzirá em prol dessas metas.

Caso contrário, o funcionário poderá ficar desmotivado, sem se sentir parte de uma causa.

Mas seu trabalho não acaba na contratação!

Se você seguiu essas dicas, certamente conseguiu contratar um excelente profissional para a oportunidade que demandou, mas não para por aqui!

Até os melhores colaboradores podem ficar desmotivados! Por isso é seu dever como líder manter um ambiente de trabalho saudável e propício para o desenvolvimento de seu liderado.

Estabeleça uma rotina de treinamentos e de feedbacks para alinhar o que se espera para a semana ou mês.

Deixe clara a importância do funcionário para a empresa e para o processo que executa. Afinal todos querem se sentir parte de um grupo e causa. Lembre-se que a falta de reconhecimento pelo seu trabalho é uma das principais causas dos pedidos de demissão.

Foi-se o tempo em que as pessoas trabalhavam somente pela remuneração em dinheiro, hoje elas buscam a realização pessoal também. É preciso que o funcionário goste de onde trabalha e que seus olhos brilhem ao executar suas tarefas.

Dessa forma sua produtividade será muito maior! Além de atrair vários outros candidatos qualificados que terão o desejo de trabalhar em sua empresa! 

Andressa Lando

Assistente de Marketing em Templum
Sou estudante de marketing e sempre fui apaixonada pela forma com que a comunicação conecta e muda as pessoas. Hoje atuo como assistente de marketing na Templum e minha missão, assim como a da empresa, é ajudar a construir empresas mais fortes através do conhecimento!
Andressa Lando