planejamento estratégico
Guilherme Kiellander
Por Guilherme Kiellander

Por que a maioria das empresas contábeis não tem um planejamento estratégico?

O seu escritório de contabilidade tem um planejamento estratégico definido? Você sabe qual a importância dessa definição e como ela impacta em seu escritório? Entenda nesse post!


Tempo de Leitura: 3 minutos

O Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) tem contribuído fortemente para promover soluções tecnológicas no setor de contabilidade, porém a demanda de serviços gerada por essa mudança tem sobrecarregado as empresas.

Para piorar, a falta de qualificação e preparo dos gestores e funcionários contribuem para registros equivocados nas escrituras fiscais e contábeis.

O aumento de tarefas extremamente burocráticas aliadas as constantes mudanças de regras estabelecidas contribuem para um alto índice de erros fazendo com que as empresas paguem mais impostos que o real necessário e não se beneficiem de descontos fiscais.

A Fenacon (Federação Nacional de Contabilidade) realizou um estudo recente e apresentou números preocupantes. A pesquisa indica que apenas 1% do setor estabelece um planejamento estratégico para empresas contábeis no Brasil.

Esse fator impede que as empresas identifiquem oportunidades e é responsável por acarretar prejuízos que colocam em risco o futuro do negócio.

1. Qual é o ponto de partida para mudar esse cenário

A ISO 9001 ganhou uma nova versão dedicando maior atenção na forma como é realizada a implementação do Sistema de Gestão da Qualidade nas empresas brasileiras.

A partir de agora, é preciso estudar e conhecer a fundo o contexto em que se encaixa a organização (ambiente de negócios) para que a implementação tenha foco específico, soluções mais bem definidas e melhores resultados.

Esse ponto ajudará a analisar as condições ambientais que podem influenciar diretamente nos resultados da organização e identificar de forma precisa os pontos fortes e fracos no ambiente interno, além das oportunidades e ameaças que podem impactar o negócio no ambiente externo.

2. E por que essa análise é tão importante

Considere que precise tomar uma decisão sobre a realização de uma viagem ao exterior. O primeiro passo é composto por uma análise de fatores que irá determinar os prós e contras da viagem e devem pesar na tomada de decisão.

Os fatores sobre você (tempo disponível, dinheiro, saúde, etc.) são como o ambiente interno da empresa e significam os pontos fortes e fracos. Já os fatores externos (clima, segurança, valor da moeda local, etc.) são as características que fogem ao controle e representam bem as ameaças e oportunidades do mercado em que a empresa atua.

Seguindo esse raciocínio, a análise do contexto da organização servirá para identificar pontos que podem prejudicar a capacidade de entregar produtos e serviços de qualidade e aproveitar as oportunidades para potencializar os resultados.

Diagnóstico para escritórios contábeis

Saiba quais oportunidades seu escritório pode estar perdendo


3. Como essa análise pode ser feita

Existem algumas ferramentas de planejamento estratégico para empresas contábeis e também para empresas de outros setores que são fundamentais para analisar o contexto da organização e melhorar a visão do negócio.

A matriz SWOT (strenght, Weakenesses, opportunities, Threats) aliada ao Canvas forma um conjunto de ferramentas poderoso e indispensável para a estratégia. Logo, é possível obter uma melhor compreensão do ambiente de negócios e elaborar um mapeamento dos processos operacionais da empresa.

Finalmente, partimos para o desenvolvimento de um escopo do sistema de gestão e definimos os objetivos organizacionais que servirão de base para o planejamento da implementação do Sistema de Gestão da Qualidade.

Dica: Essa tarefa deve ser desempenhada pela alta direção e lideranças da empresa, já que representa uma atividade totalmente estratégica e que requer alto nível de conhecimento do mercado e do negócio.

4. Benefícios esperados com o planejamento estratégico para empresas contábeis

Concluindo esse processo espera-se que a empresa alcance um alto nível de compreensão com relação à atuação para a sua proposta de valor.

Resumindo, a empresa saberá realmente onde pretende chegar, como fará isso acontecer e terá um melhor controle de riscos, considerando os fatores internos e externos que impactam a empresa de forma negativa ou positiva.

Quer saber mais sobre como criar uma base sólida para o seu planejamento estratégico? Clique aqui e descubra!